A+ / A-
Revista de Imprensa

Dost e Taarabt concentram atenção nas bancas

15 ago, 2019 - 09:23 • Redação

Confira os títulos da imprensa desportiva destaq quinta-feira.
A+ / A-

Bas Dost e Taarabt são os dois nomes em destaque nas bancas, esta quinta-feira. O contexto destes dois jogadores é a prova de que como tudo pode mudar no futebol em muito pouco tempo. De indispensável no Sporting, Dost tornou-se numa "saída prioritária", informa o "Record".

"Ordem para vender Bas Dost", titula o jornal. O holandês custa 5,8 milhões de euros, por ano, em salários. Poupança servirá para substituto e aumentar Bruno Fernades. "A Bola" conta que Dost está, no entanto, a dificultar a saída. Varandas sonha com João Mário.

Já Taarabt, de proscrito acerta renovação pelo Benfica. "Novo capítulo da minha vida", cita "A Bola". O médio baixou o salário em 30% e renovou com o Benfica por mais dois anos.

"O Jogo" faz manchete com a goleada do Vitória de Guimarães ao Ventspils: "Apetite pela Europa". Os minhotos venceram o jogo da 2.ª mão, por 6-0. Maior vitória europeia da equipa portuguesa, que já está no "play-off" da competição.

O diário da Global Media dá atenção, ainda, na primeira página ao FC Porto: "Sérgio é a solução da crise". SAD mantém confiança no treinador. Vaná quer sair para jogar. "A Bola" regista que o Porto faz contas à vida, no rescaldo da eliminação da Liga dos Campeões. Sérgio Conceição seguro. O "Record" também garante que Pinto da Costa está ao lado do treinador. Saída de Marega, assinala o jornal da Cofina, pode ser a primeira.

Ainda na primeira página do jornal "O Jogo", nota para o interesse do Benfica no lateral-esquerdo argentino do San Lorenzo, Elias Pereyra.

A vitória do Liverpool sobre o Chelsea, na Supertaça Europeia, é outro dos destaques. A equipa de Jurgen Klopp derrotou os londrinos, nos penáltis. Após prolongamento verificava-se uma igualdade a dois golos.


guialiga19_20_banner
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.