A+ / A-

Portugal conquista quarto lugar no mundial de futebol de rua

04 ago, 2019 - 08:48 • Lusa

Foi nas grandes penalidades que a seleção foi derrotada pela Rússia. Ricardo Fernandes reconhecido o "melhor guarda-redes" da edição de 2019.
A+ / A-

Portugal conquistou o quarto lugar no campeonato mundial de futebol de rua, no sábado, em Cardiff (País de Gales). México foi o vencedor.

Depois de um empate a sete bolas no tempo regulamentar, a Rússia acabou por derrotar a seleção nacional nas grandes penalidades, anunciou a associação Cais, embaixadora do futebol de rua em Portugal.

Apesar de não ter alcançado o pódio, Portugal voltou a ver reconhecido o trabalho a nível individual, com a eleição de Ricardo Fernandes como "melhor guarda-redes" da edição de 2019, indicou a mesma associação.

O México sagrou-se campeão mundial ao vencer o Chile por 5-1.

Antes de partirem para o País de Gales, os jogadores e a equipa técnica portuguesa foram recebidos, em julho, pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

O futebol de rua é um projeto de inclusão social destinado a pessoas com 15 anos ou mais, que vivem numa situação de fragilidade habitacional e que pertencem a um projeto social ou são acompanhadas por instituições sociais.

Desenvolver competências pessoais e sociais, pertencer a um grupo social e promover a dignidade fora de um ambiente institucional são alguns dos objetivos deste projeto.

Desde 2004, a associação Cais é a embaixadora do futebol de rua em Portugal.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.