A+ / A-
Ciclismo

Davide Appolonio vence primeira etapa da Volta a Portugal ao "sprint"

01 ago, 2019 - 17:51 • Redação

Ciclista italiano da Amore & Vita Prodir cruzou a meta em Leiria em primeiro lugar, depois de 174,7 quilómetros de percurso. Samuel Caldeira caiu a três quilómetro do fim, mas vai manter a camisola amarela.
A+ / A-
Primeira etapa da Volta dá vitória ao italiano Davide Appolonio
Primeira etapa da Volta dá vitória ao italiano Davide Appolonio

Veja mais:


David Appolonio, da Amore & Vita Prodir, venceu a primeira etapa da Volta a Portugal, ao "sprint", na chegada a Leiria. Samuel Caldeira, da W52-FC Porto, vai manter a camisola amarela na segunda etapa, apesar de uma queda nos últimos instantes da corrida.

O ciclista italiano da classe sub-23 cruzou a meta em 04h47m07s, superando Daniel Mestre, da W52-FC Porto, que foi segundo classificado, e Matteo Malucelli, da Caja-Rural, terceiro. A etapa ficou marcada por uma fuga a quatro logo arranque da etapa, no primeiro quilómetro, num grupo que chegou a ter 12 minutos de vantagem para o pelotão, anulada a três quilómetros do fim da etapa.

A cerca de dois quilómetros do fim, uma queda deixou para trás cerca de 20 ciclistas do pelotão, entre os quais o camisola amarela, Samuel Caldeira, e Joni Brandão, da Efapel, outro candidato à vitória.

Samuel Caldeira continua a vestir de amarelo, e explicou a queda, em declarações à Renascença: "Uma chegada ao 'sprint' é sempre muito tensa, e acabou por acontecer a queda. À velocidade que estavamos, não foi grave".

Em declarações à RTP, David Appollonio mostrou-se satisfeito pela vitória inesperada: "Foi uma etapa muito difícil, com muitas elevações. Queria aproveitar a corrida e chegar com as pernas em bom estado aos últimos quilómetros".

A segunda etapa, marcada para sexta-feira, liga a Marinha Grande a Loures, num itenerário que se estende em 198,5 quilómetros, a mais longa da 81ª edição da Volta a Portugal.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.