Tempo
|
A+ / A-

Aeroporto do Montijo. Zero diz ser ilegal falta de avaliação ambiental estratégica

27 jul, 2019 - 20:28 • Manuela Pires , com redação

Estudo vai entrar em consulta pública e associação ambientalista vai participar para alertar para os impactos no ambiente e na saúde pública.

A+ / A-

A associação ambientalista Zero considera ilegal o estudo de impacto ambiental sobre a construção do novo aeroporto do Montijo, na margem sul do Tejo.

O estudo entra, esta segunda-feira, em consulta pública e associação ambientalista vai participar para alertar para os impactos no ambiente e na saúde pública.

Francisco Ferreira diz à Renascença que o estudo devia ter em conta os impactos regionais. “Este estudo de impacto ambiental, em nosso entender, é um erro político, porque não faz a devida avaliação dos impactos regionais da construção do aeroporto, como além disso é uma ilegalidade”, afirma o ambientalista.

Nesse sentido, a Zero avançou no ano passado com uma queixa junto da Comissão Europeia e, mais recentemente, uma ação judicial que está a decorrer.

A associação insiste que a construção do novo aeroporto no Montijo precisa de uma avaliação ambiental estratégica.

Na consulta pública a Zero vai pronunciar-se, em particular, sobre a Zona de Proteção Especial do Estuário do Tejo e os efeitos na saúde da população que estão associados ao ruído e à qualidade do ar.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.