Tempo
|

Fotogaleria

Europa enfrenta nova onda de calor, com temperaturas a atingir máximas históricas

25 jul, 2019 - 15:24 • Redação

Alemanha, Holanda, Bélgica, Inglaterra e França registam novo recorde. Especialistas alertam para a reincidência de fenómenos extremos cada vez mais intensos.

A+ / A-

O calor está de volta a Europa, com temperaturas a rondar os 40º Celsius. Paris atingiu, esta quinta-feira, um novo recorde absoluto, com os termómetros a ascender aos 42.6ºC. Até então a temperatura mais elevada tinha sido atingida em 1947, quando a capital francesa registou 40,4ºC.

Já esta terça-feira os termómetros chegaram aos 41,2ºC em Bordéus, temperatura mais elevada na cidade desde que há registo. Também em Rennes, Angers e Le Mans as temperaturas ultrapassam os 40 graus.

Alemanha, Holanda, Bélgica e Inglaterra atingiram igualmente máximas históricas. Em Londres a temperatura chegou aos 36,7ºC e os especialistas apontam para uma subida que pode alcançar os 38,5ºC nos próximos dias.

A Bélgica ultrapassou o anterior recorde 36,6ºC e atingiu, esta quinta-feira, 39,9ºC. Um valor semelhante foi registado na Holanda, onde os termómetros assinalaram 39,4ºC, batendo o recorde de 1944.

A onda de calor sem precedentes afetou também a Alemanha, onde está previsto um corte de energia nuclear já esta sexta-feira, devido às elevadas temperaturas, superiores a 40ºC, que põe em risco o funcionamento do reator da central.

Apesar de escapar à onda de calor que esta semana atinge a Europa, Portugal soma quase duas dezenas de concelhos com risco máximo de incêndio. Os distritos de Faro, Castelo Branco, Portalegre, Viseu, Guarda e Bragança são os mais afetados.

Também Itália e Espanha estão sob alerta vermelho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.