|
A+ / A-

Boris Johnson é o novo líder do Partido Conservador e primeiro-ministro do Reino Unido

23 jul, 2019 - 12:05 • Redação

O extravagante conservador sucede a Theresa May depois de ter derrotado na corrida à liderança o seu rival Jeremy Hunt, atual ministro dos Negócios Estrangeiros.

A+ / A-

Veja também:


Boris Johnson venceu a luta pela liderança do Partido Conservador no Reino Unido.

Com este resultado, Johnson assumirá também a liderança do governo britânico, sucedendo a Theresa May. Johnson recebeu o dobro dos votos do seu opositor Jeremy Hunt, 66%.

Johnson derrotou assim Jeremy Hunt, até agora ministro dos Negócios Estrangeiros britânico.

Conhecido o nome do sucessor de Theresa May, Johnson só deverá assumir funções de primeiro-ministro após a demissão formal de Theresa May, que será apresentada na tarde de quarta-feira.

A apresentação dos resultados da votação interna foram marcadas por teatralidade, comecando com um vídeo com excertos de discursos de anteriores líderes do Partido Conservador, incluindo Winston Churchil, Margaret Thatcher, David Cameron e Theresa May. O Partido Conservador e o país estão, agora, nas mãos de Boris Johnson.

Os dois candidatos foram depois chamados para a sala, antes de ser anunciado o vencedor.

Boris Johnson discursou, começando por agradecer ao seu opositor, a quem teceu rasgados elogios, dizendo que tinha sido uma fonte de excelentes ideias "todas as quais eu pretendo roubar de imediato", afirmou, perante os risos dos presentes.

O novo líder agradeceu depois a Theresa May e a todos os membros do Partido Conservador, dizendo que haverá certamente quem questione a sabedoria da sua escolha.

"Nenhum partido e nenhuma pessoa tem o monopólio da sabedoria, mas olhando para a história dos últimos 200 anos veremos que somos nós, do Partido Conservador, que temos tido a melhor visão da natureza humana", afirmou Johnson.

Num discurso recheado de bom humor, Johnson disse que pretende agora centrar o seu Executivo sobre três princípios: Entregar o Brexit, Unir o país e Derrotar Jermy Corbyn, líder do Partido Trabalhista.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.