|
A+ / A-

Maquinistas aceitam aumentos propostos pela Soflusa. Faltam os mestres

22 jul, 2019 - 18:39 • Filomena Barros , com redação

Na reunião desta segunda-feira com a administração ficou aprovado um aumento de 28 euros para todos os trabalhadores e ainda que os prémios de chefia passam a fazer parte do salário, avançou à Renascença Alexandre Delgado, do Sindicato da Marinha Mercante (Sitemaq).

A+ / A-

Um acordo alcançado esta segunda-feira pode colocar um ponto final na onda de greves na Soflusa, que garante as travessias fluviais entre o Barreiro e Lisboa.

Na reunião com a administração ficou aprovado um aumento de 28 euros para todos os trabalhadores da Soflusa e Transtejo, e ainda que os prémios de chefia passam a fazer parte do salário, avançou à Renascença Alexandre Delgado, do Sindicato da Marinha Mercante (Sitemaq), que representa os maquinistas.

“Para os mestres foi aceite a integração na tabela salarial de um prémio que os mestres tinham, de 49, 44 euros. Acresce para todos os trabalhadores, incluindo os mestres, um aumento de 28 euros a partir de agosto”, explicou.

Alexandre Delgado adianta que, com estas medidas resultantes da negociação desta segunda-feira, o Sitemaq já levantou a greve e acredita que os mestres vão fazer o mesmo.

“Para o Sitemaq é certo. Hoje fizemos a declaração que levantamos a greve. Eu acho que os mestres, com o bom senso que demonstraram nesta negociação, também terão o bom senso de levantar as greves”, afirma o sindicalista Alexandre Delgado.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.