A+ / A-

Incêndio em Vila de Rei está 60% dominado. Bombeiros preparam-se para "dia difícil"

21 jul, 2019 - 08:40 • Rui Barros, com Filomena Barros

Incêndio obrigou algumas casas a serem evacuadas. Trabalho dos bombeiros tem sido dificultado pelo terreno, mas também pela existência de muitas zonas habitacionais no raio de propagação do incêndio. Autoridades esperam "dia difícil" para hoje.
A+ / A-

O incêndio que deflagra desde sábado em Vila de Rei está "60% dominado" mas os bombeiros esperam um dia difícil. Em declarações aos jornalistas para fazer o ponto da situação dos incêndios na região, o comandante operacional do agrupamento distrital do Centro-Sul, Luís Belo Costa, disse ainda que os incêndios de Mosteiro de Santiago e de Rolã estão já dominados.

"Este é um incêndio que, não estando dominado, tem aproximadamente 60% da sua área dominada. Faltam os outros 40%", disse o comandante operacional, reconhecendo, no entanto, que dadas as dimensões do incêndio, há ainda "muita frente de incêndio" por resolver.

“É um incêndio que tem uma área considerável, pese embora ainda não esteja apurada. Mas pelo que podemos ver pela análise gráfica vemos que é um incêndio com uma dimensão bastante apreciável", disse o responsável, que explicou que o terreno e o facto de haver muitas aldeias em risco tem dificultado o trabalho dos bombeiros. "O trabalho é dificultado pelo tipo de terreno onde este incêndio está a propagar-se e pela quantidade de parque habitacional que temos de proteger", disse.

De acordo com o responsável, a frente ativa tem cerca de 25km de comprimento e, durante a noite, a estratégia dos bombeiros tem passado por desviar as chamas das zonas habitacionais.

Segundo Luís Belo Costa, durante a noite foram evacuadas algumas casas por precaução, mas os habitantes regressaram quando as condições de segurança voltaram a estar asseguradas. O responsável não especificou, no entanto, quantas pessoas tiveram de sair de suas casas devido a este incêndio, dizendo apenas que não foram muitas.

Às 8h30 foram ativados os meios aéreos para responder a este incêndio. No local estão cerca de 800 bombeiros, mas também militares, que estão a apoiar com os seus conhecimentos de engenharia e na confeção de comida.

Dia difícil

O comandante operacional do agrupamento distrital do Centro-Sul, Luís Belo Costa, reconheceu ainda que o dia

"Sabemos todos que vamos enfrentar hoje um dia igualmente de temperaturas elevadas em que o vento, esperamos, vai intensificar-se a partir das 10h00", disse. "Estamos preparados para um dia difícil.

De acordo com a página da Protecção Civil, esta altura está apenas activo o incêndio em Fundada, no concelho de Vila de Rei, distrito de Castelo Branco, onde atuam 796 operacionais, com 245 viaturas.

Os outros dois incêndios, na zona da Sertã, no mesmo distrito, estão dominados. Em Mosteiro de São Tiago e Rolã, no terreno, continuam ainda cerca de 300 operacionais.

Os três incêndios no distrito de Castelo Branco provocaram sete feridos ligeiros e um grave.

Três dos feridos ligeiros resultaram de um acidente entre duas viaturas de bombeiros, e o ferido grave, um civil que sofreu queimaduras, foi transportado de helicóptero para Lisboa.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.