A+ / A-

Papa saúda encontro entre Trump e Kim e reza pela paz

30 jun, 2019 - 11:01 • Filipe d'Avillez , Aura Miguel

Francisco desejou ainda boas férias a todos os trabalhadores, e manifestou a sua solidariedade com todos os que sofrem com a onda de calor que está a assolar parte da Europa.
A+ / A-

O Papa Francisco saudou, este domingo, o encontro que teve lugar entre Donald Trump e Kim Jong-un, dizendo que se tratou de um bom exemplo da cultura do encontro.

“Nas últimas horas assistimos na Península da Coreia a um bom exemplo da cultura do encontro. Saúdo os protagonistas, rezando para que este gesto significativo se transforme em mais um passo a favor da paz, não só na península, mas no mundo inteiro”, disse Francisco.

O Papa rezou ainda pelas vítimas da onda de calor extremo que se tem feito sentir na Europa, e desejou boas férias a todos os trabalhadores.

Apesar de fazer questão de não tirar férias, Francisco não se esqueceu de todos aqueles que escolhem exercer esse direito. “Neste último dia de junho, desejo a todos os trabalhadores que possam gozar, durante o verão, de um período de repouso, para eles e para as suas famílias.”

“Rezo por todos os que, nestes dias, sofreram devido às consequências do calor: doentes, idosos, pessoas que trabalham ao ar livre e nos estaleiros. Que ninguém seja abandonado ou explorado”, disse ainda Francisco.

As palavras do Papa surgiram este domingo no final da oração do Angelus. Na meditação prévia à oração Francisco realçou a importância de a Igreja não se poder conformar e manter-se sedentária.

“A Igreja, pela sua natureza, está em movimento, não pode permanecer sedentária e tranquila no seu próprio lugar. É aberta aos mais vastos horizontes, enviada a levar o Evangelho pelas estradas e alcançar as periferias humanas e existenciais”, afirmou.

Ao contrário dos seus antecessores, que escapavam do calor do verão indo para Castel Gandolfo, Francisco escolheu desde o início do seu pontificado permanecer em Roma e continuar o seu trabalho.

As audiências gerais das quartas-feiras não se realizam durante este mês, contudo, mas continua-se a rezar publicamente o Angelus aos domingos.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.