|
A+ / A-
França

"Cigarro mal apagado ou falha elétrica." Suspeita de negligência no incêndio de Notre Dame

26 jun, 2019 - 15:00 • Redação com Reuters

As autoridades francesas rejeitam, no entanto, a existência de mão criminosa no incêndio de grande dimensão que consumiu a Catedral de Notre Dame na noite de 15 de abril.

A+ / A-

As autoridades francesas não têm motivos para acreditar que o incêndio que destruiu a Catedral de Notre Dame de Paris em abril tenha sido resultado de uma ação criminosa, no entanto, está a ser investigada a possibilidade de negligência, disse esta quarta-feira a Procuradoria Geral de Paris.

"Se certas falhas, que podem explicar a propagação do incêndio, foram trazidas à tona, as investigações realizadas até esta data não foram ainda capazes de determinar as causas do incêndio", disse em comunicado o procurador parisiense Remy Heitz.

Contudo, Heitz acrescentou que uma investigação foi aberta quanto à possibilidade de um acto de negligência ter causado o incêndio. Segundo o procurador, na origem no fogo pode ter estado um cigarro mal apagado ou uma falha elétrica, mas, acrescenta Remy Heitz, neste momento "não é possível privilegiar apenas uma das hipóteses".

Um incêndio de grande dimensão consumiu a Catedral de Notre Dame na noite de 15 de abril, destruindo o tecto desta referência parisiense e impressionando a França e o mundo. Ainda assim, os bombeiros conseguiram salvar os principais campanários e muros externos do desmoronamento antes de extinguir o incêndio.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.