|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Queixa de violação contra Cristiano Ronaldo mantém-se, diz advogada

05 jun, 2019 - 20:01

Representante de Kathryn Mayorga confirma que uma nova queixa foi apresentada num tribunal federal.

A+ / A-

A queixa de violação apresentada por Kathryn Mayorga contra o futebolista português Cristiano Ronaldo nos Estados Unidos mantém-se, disse uma das advogadas da queixosa à AFP.

"As acusações não foram retiradas. Apenas retirámos a nossa queixa ao nível do Estado (do Nevada), porque apresentámos uma idêntica perante um tribunal federal", disse Larissa Drohobyczer, que representa a queixosa, a norte-americana Kathryn Mayorga.

A Bloomberg noticiou esta quarta-feira que a queixa contra o futebolista da Juventus teria sido retirada, em pedido apresentado no mês passado no tribunal estadual do Nevada em Las Vegas, mas não referia se a mulher que acusa Ronaldo de violação chegou ou não a acordo com o futebolista português.

Em setembro do ano passado, Kathryn Mayorga, de 34 anos, apresentou uma queixa contra Cristiano Ronaldo por um crime que teria sido cometido em 2009.

O caso foi reaberto depois de a mulher ter apresentado novas informações sobre a alegada violação, colaborando com as autoridades na investigação. No estado norte-americano do Nevada, os crimes sexuais não prescrevem desde que tenham sido devidamente reportados às autoridades.

A defesa de Cristiano Ronaldo sempre disse que o que se passou entre o futebolista e Mayorga foi por mútuo acordo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 05 jun, 2019 20:31
    Oarbitro e parvo!