|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

EUA

Este homem arrisca 20 anos de prisão por dar água e comida a migrantes

04 jun, 2019 - 00:58 • Redação

O caso de Scott Daniel Warren começou a ser julgado esta semana num tribunal do Arizona. É um exemplo das políticas repressivas da Administração Trump, que tem como bandeira a construção de um muro na fronteira com o México.

A+ / A-

O norte-americano Scott Daniel Warren pode ser condenado a 20 anos de prisão. O seu alegado crime foi ajudar migrantes com água, comida e abrigo.

O caso começou a ser julgado esta semana num tribunal do estado do Arizona e é um exemplo das políticas repressivas da Administração Trump, que tem como bandeira a construção de um muro na fronteira com o México.

O Ministério Público acusa o ativista Scott Daniel Warren de “conspiração para transportar e dar abrigo a migrantes”, crimes que podem chegar a uma pena de 20 anos de cadeia.

De acordo com a acusação, Scott deslocou-se até um local remoto do deserto do Arizona, conhecido como “the Barn” (O celeiro), onde encontrou dois imigrantes sem documentos.

Os dois homens não conheciam Scott, mas o ativista deu-lhes “comida, água, camas e roupa lavada” durante três dias.

Entre 2001 e 2016, foram encontrados mais de 2.600 corpos de migrantes naquela zona desértica do Arizona, estado que faz fronteira com o México.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.