A+ / A-

Carlos Barbosa prevê Rali de Portugal "muito disputado"

29 mai, 2019 - 13:12 • Redação

O presidente de Automóvel Club de Portugal destaca o regresso dos troços míticos de Lousã, de Góis e Arganil ao traçado da prova.
A+ / A-

Carlos Barbosa tem a expectativa de que o Rali de Portugal seja um grande sucesso e prevê uma prova "muito disputado". Em entrevista à Renascença, o presidente do Automóvel Club de Portugal (ACP), entidade responsável pela organização do evento, tem dificuldades em selecionar um favorito e argumenta com o grande equílibrio que se tem verificado no Mundial de Ralis.

"O Mundial de Ralis está muito excitante. Não lhe sei dizer quem é favorito. Tannak, Neuville, Ogier, Loeb podem vencer. O Latvala também já conseguiu bons resultados em Portugal. o Kris Meeke, que já ganhou. Depende do andamento e vai ser um rali muito disputado", reforça.

Carlos Barbosa destaca o regresso de "troços míticos" ao traçado do Rali de Portugal. Com a saída de Ponte de Lima, Viana do Castelo e Caminha do mapa da prova, proporcionou-se a entrada da Lousã, de Góis e Arganil. "O regresso desses troços terá um significado especial, porque são troços excecionais. Pelas primeiras declarações dos pilotos percebe-se que são troços fantásticos para o Rali de Portugal", sublinha o presidente do ACP.

Esta quinta-feira é dia de "shakedown" em Paredes. A prova começa na sexta-feira com os troços de Lousã, Góis e Arganil. O dia termina no Eurocircuito de Lousada. No sábado, o rali passa por Vieira do Minho, Cabeceiras de Basto e Amarante, e termina no domingo, com as especiais de Montim, Fafe e Luilhas. A "Power Stage" é em Fafe, à hora do almoço.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.