Tempo
|
A+ / A-

Santana Lopes. “Não estamos satisfeitos” com resultado do Aliança

26 mai, 2019 - 23:20 • Redação com Lusa

Já o cabeça de lista do partido às Europeias, Paulo Sande, considera que “não é uma derrota, é o começo de um caminho”.

A+ / A-

O presidente da Aliança, Pedro Santana Lopes, considera que o resultado conquistado pelo partido nas eleições europeias, não tendo conseguido eleger eurodeputados, ficou "aquém" do que gostariam de ter alcançado, pelo que não estão satisfeitos.

"Queremos assumir que foi um resultado que ficou aquém daquilo que gostaríamos de ter alcançado, com certeza que sim", disse o líder da Aliança em declarações aos jornalistas a partir da sede, em Lisboa, ainda antes de começarem a ser divulgados os resultados oficialmente.

"Não estamos satisfeitos, gostávamos de ter eleito uma representação", acrescentou o presidente do partido, classificando o resultado como "um pouco uma desilusão", numa noite "com sabor agridoce".

Apontando que "com certeza que não é uma vitória, não é também um empate", Santana Lopes salientou que "derrota era se não" tivessem lutado.

Antes, o cabeça de lista da Aliança ao Parlamento Europeu, Paulo Sande, afirmou que o resultado desta noite "não é obviamente" aquele que esperavam, mas "é um resultado dos novos partidos, um resultado digno, um resultado que permite naturalmente lançar as bases do futuro".

"O povo português escolheu e escolheu não mudar, escolheu manter os partidos que já existem", criticou, apontando que "nos outros países escolheu-se a mudança", mas Portugal continua "infelizmente a escolher sempre os mesmos".

“É o resultado dos novos partidos, um resultado digno, um resultado que permite lançar as bases do futuro. Gostaríamos de ter elegido um ou dois eurodeputados porque é importante que na União Europeia haja uma nova atitude. Não é uma derrota, é o começo de um caminho”, acrescentou.

O Aliança teve 1,87% dos votos, o que equivale a mais de 60 mil votos, mas longe de eleger um eurodeputado.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.