Tempo
|
A+ / A-

Brexit

Theresa May anuncia demissão emocionada. Sai a 7 de junho

24 mai, 2019 - 09:26 • ​​Marília Freitas​ com Lusa

A primeira-ministra britânica anunciou que se irá deixar o cargo a 7 de junho, depois de ter tentado, por três vezes, fazer aprovar o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia.

A+ / A-
Theresa May sai emocionada. “Em breve deixarei o trabalho que foi a honra da minha vida segurar”
Theresa May sai emocionada. “Em breve deixarei o trabalho que foi a honra da minha vida segurar”

A primeira-ministra britânica, Theresa May, desgastada pela questão do ‘Brexit’, anunciou a data da sua demissão. "Vou deixar de ser a líder do partido na sexta-feira, 7 de junho", disse May esta manhã, aos jornalistas.

May diz que, durante os últimos três anos, acreditou que "o melhor seria perseverar, mesmo contra todas as probabilidades" na tentativa de chegar a acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia, cumprindo assim a vontade expressa pelos britânicos no referendo de 2016.

"Infelizmente não consegui. Tentei três vezes", admite a ainda primeira-ministra britânica. "Numa democracia, se dás oportunidade de escolha ao povo, tens que cumprir o que o povo decidir", afirma, reconhecendo que a única coisa que lamenta é não ter conseguido terminar o processo do 'Brexit'.

"Acho que é do melhor interesse do país que um novo primeiro-ministro lidere esse processo", continuou.

A declaração aos jornalistas terminou com Theresa May emocionada, em lágrimas, a garantir que foi "a segunda mulher primeira-ministra, mas certamente não terá sido a última". "Foi a maior honra da minha vida", sentenciou.

Enquanto primeira-ministra, não pode renunciar até que esta em posição de dizer à rainha Isabel II quem é que a monarca deve nomear como sucessor. O processo de escolha do novo líder do partido conservador deve ser iniciado na próxima semana.

A primeira-ministra britânica vai permanecer no cargo, enquanto os conservadores escolhem o seu sucessor, e, assim, ainda estará em funções durante a visita do Presidente dos EUA, Donald Trump, ao Reino Unido, que acontece entre 3 e 5 de junho.

O ex-ministro dos Negócios Estrangeiros Boris Johnson está entre os favoritos para a substituir.

Theresa May, de 62 anos, assumiu o cargo em julho de 2016, pouco depois de os britânicos terem votado a favor do ‘Brexit’ (52%) no referendo de 23 de junho de 2016.

Até agora, a líder não conseguiu reunir consenso quanto às condições para a saída da União Europeia entre a classe política, profundamente dividida sobre a questão, como também está a sociedade britânica.

O acordo de saída negociado com Bruxelas foi rejeitado três vezes pelos parlamentares, o que obrigou o executivo a adiar o ‘Brexit’ até 31 de outubro, quando a data inicial era 29 de março, e realizar ainda as eleições para o Parlamento Europeu.

Na terça-feira, Theresa May apresentou um plano de "última oportunidade", que incluiu uma série de compromissos para tentar convencer os parlamentares britânicos.

A tentativa foi em vão, já que o texto foi alvo de uma enxurrada de críticas tanto da oposição trabalhista quanto dos eurocéticos de seu próprio partido, levando à renúncia na noite de quarta-feira do ministro encarregado das relações com o Parlamento, Andrea Leadsom.

O projeto de lei, que Theresa May contava votar na semana de 3 de junho, não aparece no programa legislativo anunciado na quinta-feira pelo Governo aos deputados.

Reino Unido e União Europeia. 46 anos de uma relação complicada
Reino Unido e União Europeia. 46 anos de uma relação complicada
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+