|
A+ / A-

Ébola já matou mais de mil pessoas no Congo

03 mai, 2019 - 22:50 • Redação, com agências

Ataques contra centros de tratamento estão a dificultar os esforços para travar a “intensa transmissão” daquele que é o segundo maior surto de que há registo, alerta a OMS.

A+ / A-

A epidemia de ébola já matou mais de mil pessoas na República Democrática do Congo, revelou esta sexta-feira a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Ataques contra centros de tratamento estão a dificultar os esforços para travar a “intensa transmissão” daquele que é o segundo maior surto de que há registo.

A OMS prevê que a epidemia continue a espalhar-se na região oriental do Congo e anunciou planos para expandir a vacinação nas próximas semanas, quando um novo tratamento for aprovado.

Mais de 100 mil pessoas foram vacinadas, até agora, e o tratamento tem sido altamente eficaz, refere a Organização Mundial de Saúde.

Michael Ryan, diretor-executivo do programa de emergência sanitária da OMS, adverte que a hostilidade em relação ao pessoal médico está a ser um grande obstáculo. Desde o início do ano, foram registados 119 ataques.

O ministro da Saúde do Congo disse esta sexta-feira que foram registados 14 novos casos mortais de ébola no país, elevando o total para 1.008 mortos desde o início do surto.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.