|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

SESSÃO SOLENE DA COMEMORAÇÃO DO 25 DE ABRIL

Ferro Rodrigues: Marcelo tem sido uma “muralha” contra o populismo em Portugal

25 abr, 2019 - 11:34 • Lusa

O presidente da Assembleia da República pediu aos líderes políticos que sejam capazes de travar "um debate franco e leal, baseado em alternativas políticas claras".

A+ / A-
Ferro Rodrigues. "A política dos casos é a arma dos fracos"
Ferro Rodrigues. "A política dos casos é a arma dos fracos"

Veja também:


O presidente da Assembleia da República fez esta quinta-feira um rasgado elogio à ação do chefe de Estado, considerando que Marcelo Rebelo de Sousa tem sido um "exemplo de lealdade democrática" e uma "muralha simbólica" contra o populismo.

Ferro Rodrigues transmitiu esta sua posição na sessão solene do 45.º aniversário do 25 de Abril de 1974, na Assembleia da República, em Lisboa, num discurso aplaudido em vários momentos por todas as bancadas e em que também homenageou o antigo deputado e "capitão de Abril" Marques Júnior e defendeu que, na presente legislatura, o parlamento "teve uma centralidade sem precedentes" na vida democrática nacional.

Em final de legislatura, Ferro Rodrigues disse que não podia deixar de aproveitar a presença de Marcelo Rebelo de Sousa "para enaltecer" a forma como o Presidente da República "tem prestigiado o sistema democrático português".

"Vossa Excelência é um exemplo de lealdade democrática, numa relação com o parlamento que só enaltece o prestígio de ambos os órgãos de soberania. Nenhum é condicionável - e os dois têm disso consciência", disse.

Segundo Ferro Rodrigues, Marcelo Rebelo de Sousa "tem sido uma muralha simbólica contra o crescimento do populismo, pelo papel decisivo e essencial que tem assumido durante a sua Presidência da República".

“A política de casos é a arma dos fracos. Daqueles que não tem ideias nem alternativas. Não só dos desafios estruturais do pais, mas problemas concretos das pessoas. Só serve para minar a democracia e envenenar a vida publica”, disse ainda o presidente da Assembleia da República.

Na sua intervenção, o presidente da Assembleia da República deixou ainda um apelo e também um desafio aos diferentes partidos.

"Em ano eleitoral deixo um apelo aos líderes políticos e parlamentares: que sejam capazes de travar um debate franco e leal, baseado em alternativas políticas claras. A política democrática é essencialmente isso: um confronto tolerante entre interesses sociais e programas políticos conflituantes", disse.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.