Tempo
|
A+ / A-

Com Orçamento chumbado, Espanha está (novamente) à beira de eleições antecipadas

13 fev, 2019 - 11:51 • Redação com Reuters

A vida política em Espanha está a atravessar um período muito conturbado, com governos minoritários de curta duração e o ressurgimento do movimento independentista na Catalunha.

A+ / A-

Espanha poderá ir a eleições ainda em abril, depois de o Governo do PSOE ter visto chumbado no Parlamento o orçamento do Estado para 2019, esta quarta-feira.

Os socialistas ocupam menos de um quarto dos assentos no parlamento espanhol e precisavam de apoios dos pequenos partidos regionais, incluindo os catalães, para que a o orçamento fosse aprovado.

Contudo, insatisfeitos com a recusa do governo em considerar ou discutir um referendo sobre a independência da Catalunha, os deputados catalães votaram contra, ao lado dos partidos de centro-direita e dos conservadores.

No total, a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo Governo de Pedro Sánchez teve 158 votos a favor, 191 contra e uma abstenção.

A rejeição empurra o país para eleições legislativas antecipadas. Segundo a agência Reuters, fontes do Partido Socialista, do primeiro-ministro Pedro Sánchez, admitiram que uma derrota no orçamento desencadearia o anúncio de eleições antecipadas, tendo 14 ou 28 de abril como datas mais prováveis. O primeiro-ministro Pedro Sánchez já convocou um Conselho de Ministros para sexta-feira, dia 15.

A confirmar-se um cenário de eleições antecipadas, trata-se do fim do Governo de Pedro Sánchez, que chegou ao poder em junho de 2018, após outras eleições antecipadas que sucederam à queda do Governo de Mariano Rajoy, do PP, quando o seu partido foi abalado por uma série de escândalos de corrupção.

Trata-se, por isso, de mais um episódio de um período bastante conturbado da vida política espanhola, que se encontra ainda a braços com o ressurgimento do movimento independentista na Catalunha.

[Notícia atualizada às 13h58]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Civilização em perigo
    13 fev, 2019 Almada 18:42
    O chumbo do orçamento só por si é um assunto interno de Espanha, porque razão temos de saber isto? E há coisas que acontecem cá que não sabemos e devíamos saber!
  • Bernardo
    13 fev, 2019 Lisboa 12:32
    Este copiou Costa mas Espanha não é Portugal.Complexo vai ser formar novo governo após novas eleições e teremos oportunidade no quadro atual d verificar a força de todos os partidos .Impera mais o nacionalismo que o marxismo ou antes pelo contr´rio?Eleiçoes irao esclarecer.

Destaques V+