|
A+ / A-
​Eleições Europeias

Afinal, Marinho Pinto quer renovar mandato de eurodeputado

01 fev, 2019 - 22:32

Advogado vai ser cabeça de lista do Partido Democrata Republicano (PDR) às eleições para o Parlamento Europeu.

A+ / A-

Marinho Pinto vai voltar a ser cabeça de lista do Partido Democrata Republicano (PDR) às eleições para o Parlamento Europeu.

“Vou candidatar-me”, anunciou o eurodeputado e antigo bastonário da Ordem dos Advogados, em entrevista ao jornal “Expresso”.

Marinho Pinto no passado deixou entender que não pretendia recandidatar-se, mas agora mudou de ideias pela “necessidade de prestar contas” aos portugueses.

Em entrevista à Renascença e ao Público, em 18 de janeiro do ano passado, o eurodeputado chegou a afirmar: "estou no meu limite, somos como os iogurtes, temos também um prazo de validade. E penso que o meu prazo está a chegar ao fim".

O eurodeputado, que quando chegou a Bruxelas em 2014 se queixou do salário mensal de 20 mil euros, reafirma que as suas declarações foram “deturpadas”.

“O dinheiro que me dão não o deito fora, mas não é isso que está em causa. O que está em causa é que se pague tanto a deputados para fazerem aquilo que fazem e sobretudo para representarem politicamente os eleitores”, argumenta Marinho Pinto.

As eleições europeias vão realizar-se em maio deste ano.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • ze
    02 fev, 2019 algures 09:35
    Todos querem um TACHO!.....................
  • Augusto
    02 fev, 2019 Lisboa 02:06
    Já passou o tempo do Marinho Pinto, para fazer outra campanha populista, desta vez, vai ter muita concorrência.