Tempo
|
A+ / A-

Futsal

Cinco prémios de melhor do mundo não tiraram os nervos a Ricardinho para o sexto

03 jan, 2019 - 12:59 • Redação

A votação do site "FutsalPlanet" sorriu ao internacional português de futsal pela quinta vez consecutiva, a sexta na carreira. Em entrevista nas Manhãs da Renascença, Ricardinho revela que estava "muito nervoso" para saber se vencera.

A+ / A-

Ricardinho revelou, esta quinta-feira, que estava "muito nervoso" antes de saber que tinha sido eleito como o melhor jogador de futsal do mundo. O facto de ser a sexta eleição ainda deu mais nervos.

A votação do site "FutsalPlanet" sorriu ao internacional português pela quinta vez consecutiva, a sexta na carreira. Em entrevista nas Manhãs da Renascença, Ricardinho explica porque estava "muito nervoso".

"À medida que vamos ficando mais velhos custa mais ganhar, os novos estão cada vez mais à perna. Estava num jantar com uns amigos meus, estava muito ansioso. Ele estavam sempre a atualizar o site para tentarem ser os primeiros a dar-me os parabéns. Como é óbvio, estava muito nervoso, ansioso por ver essa votação. Confio muito no meu trabalho, confiava no ano que fizemos não só pelo clube mas também pela seleção, mas enquanto não sai nunca estás descansado. Quando vi o nome Ricardinho fiquei muito orgulhoso", admite o fustalista.

O melhor do mundo quer continuar a "inventar"

Ricardinho está no topo do futsal mundial há vários anos, no entanto, garante que ainda tem muita fantasia para espalhar pelos pavilhões:

"Existe sempre alguma coisa para inventar. Vejo muitos jogos de outras modalidades, tento sempre aprender com os melhores e ver o que eles fazem com as mãos e com o 'stick' e tentar fazer com os pés. Não é fácil, mas tento sempre inovar para que as pessoas que pagam bilhete para ir ver o futsal possam sair contentes e aprender coisas novas."

O jogador do Inter Movistar, de 33 anos, conseguiu 677 pontos na votação para melhor do mundo, mais do dobro do segundo classificado, o brasileiro Gadeia (311). O espanhol Pola ficou em terceiro com 295.

Ricardinho, de 33 anos, completou a sua formação e tornou-se estrela no Benfica. Saiu em 2010, para os japoneses do Nagoya Oceans, que em 2011 o emprestaram ao CSKA Moscovo e, em 2012, ao Benfica.

Em 2013/14, Ricardinho rumou ao Inter Movistar, onde ficou desde então, com duas UEFA Futsal Cup conquistadas, outra pelo Benfica. Com a seleção portuguesa, Ricardinho sagrou-se campeão da Europa em 2018.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.