Tempo
|
Três por Todos - Assista ao direto Três por Todos - Participe nos leilões
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
A+ / A-

Greve dos enfermeiros. Ministra da Saúde rejeita requisição civil

12 dez, 2018 - 13:17

Uma audição parlamentar, Marta Temido diz também que ainda não existe um projeto para a ala pediátrica do Hospital de São João, no Porto.

A+ / A-

Veja também:


A requisição civil não é a solução para a greve dos enfermeiros que dura desde o dia 22 de novembro. É a convicção da ministra da Saúde, que rejeita a figura também em futuros pré-avisos de greve dos enfermeiros.

“Não vai haver necessidade de medidas extremas, porque vamos conseguir chegar a soluções antes de pensarmos em soluções mais complexas. É evidente que elas existem, que conhecemos todos os contornos jurídicos que assistem a uma requisição civil, não nos parece que neste momento estejamos perante nada que possa dar azo à aplicação dessa figura”, afirmou Marta Temido na audição parlamentar, esta quarta-feira.

“O que estamos a tentar fazer é trabalhar com os conselhos de administração dos hospitais afetados e a acompanhar diariamente a evolução dos casos críticos”, frisou.

Antes, a ministra classificou a atual greve dos enfermeiros de “cruel” por afetar “os mais fracos” e não o patronato.

Na audição, a ministra foi também questionada sobre a nova ala pediátrica do Hospital de São João, no Porto, ao que respondeu que o problema não é financeiro, mas sim de projeto.

“Aquilo que está em curso é a revisão do projeto. Não temos ainda projeto que possamos executar. Mesmo que pudéssemos lançar a obra amanhã, não existe ainda projeto. O projeto que existia não estava revisto, não estava em condições de ser executado. É muito relevante que se diga isto, porque por vezes tendemos a confundir o que são os meios financeiros, o que é o procedimento concursal e aquilo que é a inexistência de um verdadeiro, efetivo projeto que permita sustentar aquilo que queremos e que precisamos”, sustentou.

Marta Temido adiantou que está prevista uma solução transitória, mas não definiu qual.
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Grevista Velho
    12 dez, 2018 HDPC 15:17
    Só não aplica a requisição civil, porque a Opinião Pública embora lamente os efeitos da Greve, não se mostra nem a favor do governo nem contra os grevistas, e é preciso tacto no trato com a Sociedade para se obterem Maiorias Absolutas...

Destaques V+