A+ / A-

Papa aos líderes mundiais: ponham "os direitos humanos no centro de todas as políticas"

10 dez, 2018 - 13:50

Francisco associou-se esta segunda-feira ao 70.º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

A+ / A-

O Papa Francisco lança um apelo aos responsáveis mundiais para colocarem “os direitos humanos no centro de todas as políticas, incluindo as de cooperação e desenvolvimento”.

Numa mensagem dirigida aos participantes na conferência internacional que decorre em Roma por ocasião dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos do Homem, o Santo Padre recorda que “persistem hoje no mundo várias formas de injustiça” e põe em dúvida que “a igual dignidade para todos seja reconhecida, respeitada e protegida em todas as circunstâncias”

“Hoje persistem no mundo várias formas de injustiça, alimentadas por visões antropológicas redutoras e por um modelo económico baseado no lucro, que não hesita em explorar, descartar e até matar o ser humano”, assinala Francisco.

O texto realça que, “enquanto uma parte da humanidade vive na riqueza”, outra parte “vê a sua própria dignidade renegada, desprezada ou pisada e os seus direitos fundamentais ignorados ou violados”.

A Conferência Internacional onde a mensagem foi lida decorre em Roma, sob o tema “Os direitos humanos no mundo atual: conquistas, omissões e negações”. É promovida pelo Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral (Santa Sé).

Esta segunda-feira assinala-se também o 25.º aniversário da Declaração e Programa de Ação de Viena para a tutela dos Direitos Humanos no mundo.

Francisco assinala estes “aniversários significativos”, que considera propícios para uma “reflexão profunda” sobre o fundamento e o respeito dos Direitos Humanos no mundo atual.

O Papa recorda também as pessoas “que vivem num clima dominado por suspeita e desprezo, que são alvos de intolerância, discriminação e violência” por causa da sua raça, nacionalidade ou credo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.