|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

PJ está em Borba e Câmara ativa Plano Municipal de Emergência

21 nov, 2018 - 12:27

Presença da Judiciária prende-se com o inquérito instaurado pelo Ministério Público para "apurar as circunstâncias que rodearam a ocorrência".

A+ / A-

Uma equipa da Polícia Judiciária (PJ) está esta quarta-feira em Borba a proceder a investigações para apurar as circunstâncias do deslizamento de terras para pedreiras e o colapso de um troço de estrada. A informação foi revelada pelo comandante distrital de Évora, José Ribeiro.

A intervenção da PJ surge na sequência de um inquérito instaurado pelo Ministério Público (MP) ao acidente ocorrido na tarde de segunda-feira na zona de Borba, distrito de Évora, e que provocou, pelo menos, dois mortos, além de haver três pessoas desaparecidas.

O MP instaurou um inquérito para "apurar as circunstâncias que rodearam a ocorrência", segundo a Procuradoria-Geral da República.

Por seu lado, o presidente da Câmara de Borba, António Anselmo, revelou ter acionado o Plano Municipal de Emergência, na sequência do incidente.

O autarca disse que, de acordo com "as instruções recebidas" por parte do comandante distrital de Operações de Socorro de Évora, José Ribeiro, a câmara "irá acionar, a partir deste momento [cerca das 12h00], o Plano Municipal de Emergência".

"Tudo aquilo que é necessário da nossa parte está a ser perfeitamente cumprido e aceitamos tudo o que sejam sugestões concretas e corretas para resolver a situação o mais depressa possível", frisou António Anselmo, eleito por um movimento independente.

O presidente da autarquia falava aos jornalistas durante o ponto de situação efetuado esta quarta-feira pela Proteção Civil, às 12h00, relativo às operações de socorro em curso em Borba, no distrito de Évora.

O deslizamento de um grande volume de terra da estrada, que provocou "a deslocação de uma quantidade muito significativa de rochas, de blocos de mármore e de terra para o interior de pedreiras contíguas ocorreu às 15h45 de segunda-feira.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.