|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Lisboa. Bloco garante parte da taxa turística investida em higiene urbana e transportes

07 nov, 2018 - 18:21

Vereador bloquista acrescenta que a parte destinada aos empresários turísticos poderá ser utilizada para as obras de ampliação da FIL, no Parque das Nações.

A+ / A-

O Bloco de Esquerda (BE) garante que parte da taxa turística, na cidade de Lisboa, vai para o investimento em higiene urbana e transportes nas zonas mais sobrecarregadas de turistas.

O BE acrescenta que a parte destinada aos empresários turísticos poderá ser utilizada para as obras de ampliação da FIL, no Parque das Nações.

Em declarações à Renascença, o vereador bloquista na autarquia lisboeta, Manuel Grilo, explica que o assunto já foi abordado mas ainda não está fechado.

“A parte que era do turismo – e que continua a ser do turismo – vai para as obras na FIL, mas o que garantimos é que a parte mais significativa – e esta é a inovação – é que seja investida em higiene urbana e transportes nestas zonas mais sobrecarregadas”, afirma o vereador, até porque é isso que está no acordo do executivo de Lisboa.

Questionado com como será feita a repartição da verba, se um euro para cada parte, o vereador afirma que “não sou capaz de dizer os valores, mas será basicamente essa a repartição”.

A estimativa de receita da taxa turística, em 2019, é de 36,5 milhões de euros, um valor mais do que duplica em relação a este ano.

Manuel Grilo esclarece, também, que “foi-nos apresentada, em termos de monitorização do acordo entre BE e PS, essa intenção de investir no aumento da capacidade da FIL, Parque das Nações”.

O BE aprova? O vereador garante que “o Bloco de Esquerda não se pronunciou sobre esta matéria. O que dizemos é que o investimento deve partir do valor que é alocado ao turismo na taxa turística”.

Ou seja, para o BE é determinante que fique garantida a parte que vai para a limpeza urbana e transportes, porque isso “cumpre o acordo”.

Quanto a utilizar a outra parte nas obras da FIL: “vamos ver, não conhecemos os moldes em que vai ser feito. Foi anunciado genericamente ao BE que há algumas possibilidades de isto acontecer, não conhecemos o plano total, não quero estar a antecipar uma eventual tomada de posição sobre isto”.

Manuel Grilo adianta que não está marcada data para fechar o assunto.

A taxa turística em 2019 passa de 1 euro para 2 euros na cidade de Lisboa. O presidente da câmara Fernando Medina anunciou na Renascença que a taxa vai financiar as obras de ampliação da FIL, no Parque das Nações.

Aumento da taxa turística em Lisboa vai financiar expansão da FIL
Aumento da taxa turística em Lisboa vai financiar expansão da FIL
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.