|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Sporting

Varandas abriu a porta da saída a Peseiro antes de o despedir

01 nov, 2018 - 09:39

Em declarações ao jornalista Daniel Oliveira, antes de demitir Peseiro, o presidente do Sporting disse que o treinador sabia que poderia não acabar a época e sublinhou que se acabasse por despedi-lo é porque já teria alguém como possibilidade.

A+ / A-

Foi sem bola de cristal que Frederico Varandas falou ao jornalista, assumido sportinguista, Daniel Oliveira, mas acabou por fazer uma crónica antecipada do despedimento de José Peseiro.

Nestas declarações, gravadas antes do jogo com o Estoril, o presidente do Sporting assumiu que "Peseiro sabe que pode não ser o treinador para uma época". O que nenhum dos dois sabia é que não seria treinador poucos horas depois.

Paulo Sousa é o primeiro nome a cicular como possibilidade para o banco dos leões e é de acreditar, a julgar pelas palavras de Varandas, que há uma solução em carteira. O presidente do Sporting recordou que, logo após a sua eleição, houve muitos adeptos que lhe pediram para "correr com Peseiro", mas salvaguardou, sempre, uma situação.

"Sei o que significa mudar um treinador a meio da época, sei quais são os riscos, as vantagens que pode ter, mas no dia em que, porventura, eu decidir mudar alguém numa equipa de futebol é porque tenho salvaguardada uma hipótese que me garanta, pelo menos, melhorar", disse Varandas, na conversa com Daniel Oliveira, publicada no blogue do jornalista.

O despedimento de Peseiro está consumado, aguarda-se pelo anúncio do sucessor.

Varandas lembrou, ainda, que Peseiro chegou ao Sporting num momento "complicado", mas acrescentou que o treinador, mesmo tendo obtido bons resultados no início do campeonato, nunca agradou aos adeptos. "Há treinadores que têm mais margem de erro do que outros. José Peseiro, independentemente das condicionantes, lembro-me daquilo que se disse quando ele foi anunciado. Nem o facto do Sporting estar em primeiro nas primeiras quatro jornadas melhorou o ponto de vista dos adeptos", rematou.

José Peseiro esteve quatro meses no comando técnico do Sporting. Foi demitido, após a derrota com o Estoril, em jogo da Taça da Liga. Deixa o clube no segundo lugar do campeonato, a dois pontos da liderança, no segundo lugar do grupo, na Liga Europa, com boas possibilidades de se qualificar para os 16 avos-de-final, na 4ª eliminatória da Taça de Portugal, com jogo frente ao Lusitano Vildemoinhos, e na fase de grupos da Taça da Liga, a depender da vitória frente ao Feirense e depois da diferença de golos que terá de ter em relação ao Estoril, caso a equipa canarinha vença o Marítimo, na última jornada do grupo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.