|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Óbitos

A+ / A-

Hells Angels. MP pede prisão preventiva para 54 dos 58 detidos

16 jul, 2018 - 12:05

Processo envolve acusações de associação criminosa, tentativa de homicídio, roubo, ofensa à integridade física e tráfico de droga.

A+ / A-

Veja também:



O Ministério Público pediu prisão preventiva para 54 dos 58 detidos em Portugal no âmbito do processo do grupo de motociclistas Hells Angels, avançou um dos advogados de defesa.

A medida de coação máxima foi pedida para quase todos os 59 detidos, sendo que um deles está na Alemanha.

O Ministério Público começou, esta segunda-feira de manhã, a apresentação das medidas de coação, devendo o tribunal ouvir depois os advogados de defesa.

A sessão estava marcada para as 9h30 no Campus da Justiça, em Lisboa, depois de, no fim de semana, terem sido terminados os interrogatórios aos 58 arguidos do grupo de motociclistas detidos em Portugal.

Os interrogatórios, que demoraram três dias, foram feitos no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, perante a juíza Maria Antónia Andrade.

Desconhece-se ainda se a juíza vai proferir o despacho com as medidas de coação hoje, já que ainda terá de ouvir os advogados de defesa.

O processo envolve acusações de associação criminosa, tentativa de homicídio, roubo, ofensa à integridade física e tráfico de droga.

A investigação foi elaborada pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal e pela Unidade Nacional Contraterrorismo da Polícia Judiciária e os mandados de busca e de detenção foram executados na quarta-feira passada.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.