|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Rogério Alves faz ultimato ao Sporting. Eleições ou tribunal

08 jun, 2018 - 15:52

O antigo presidente da Assembleia Geral do clube leonino alerta para as "feridas e fraturas" expostas que tornam urgente que seja dada a palavra aos sócios. Até lá, Rogério Alves pede paz.

A+ / A-

Rogério Alves entende que é urgente que sejam realizadas eleições no Sporting, sob pena de recurso aos tribunais. O clube tem estado envolto numa guerra de palavras entre o presidente, Bruno de Carvalho, e o presidente demissionário da mesa da Assembleia Geral, Jaime Marta Soares.

À margem de conferência do Internacional Club of Portugal, em Lisboa, o antigo presidente da Assembleia Geral do Sporting, e antigo bastonário da Ordem dos Advogados, considera que o clube leonino tem "um problema gravíssimo", que causa "perplexidade" e desgosto" a todos os sportinguistas.

"As feridas e as fraturas estão expostas de uma maneira absolutamente impensável. A solução é a realização de eleições livres e participadas. O método até lá é tranquilidade e respeito mútuo", afirmou.

Na opinião de Rogério Alves, se o Sporting for por esse caminho, "as soluções poderão estar próximas e o problema poderá ser resolvido" dentro do clube. Caso contrário, "terão de ser os tribunais a decidir o que o Sporting nos seus órgãos não é capaz de decidir".

Palavra aos sócios e apelo à liberdade

Rogério Alves lembrou que o ambiente conturbado que se vive no Sporting tem prejudicado a vertente desportiva, o futebol em especial.

"Não há paz, não há treinador, a época está a ser preparada com grandes dificuldades", apontou Rogério Alves, sustentando a questão "patriótica" de promover eleições: "Nunca como hoje houve necessidade de dar palavra aos sócios. Os sócios vão ter de escolher e depois da escolha vão ter de se conformar com o resultado das eleições".

"Neste momento, a prioridade do Sporting é que haja eleições. Depois de estarem marcadas as eleições, chegarão as soluções", declarou.

Rogério Alves deixou, ainda, um recado a Bruno de Carvalho, que tem sido criticado por não aceitar opiniões contrárias às suas. O antigo dirigente leonino sublinhou que há que "aprender a respeitar as opiniões uns dos outros", porque Portugal é um "país de liberdade, onde as pessoas devem falar com liberdade".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Saul
    10 jun, 2018 lisboa 19:24
    Mais um BREXIT e um ABORTO.O aborto com segundo referendo lá vai matando as "criancinhas".O brexit está a ser manipulado novo referendo por organizações nacionais e internacionais q querem ingerir na decisão dos ingleses,o SPORTING fez varias eleições e agora mais uma até Bruno sair.Suponho que BRUNO vai cair de pé e não com eleições.
  • Leão de Amsterdam
    09 jun, 2018 Amsterdam 09:28
    Sr Rogerio Alves será que o sr.defende eleições semana sim semana não?o SCP teve um acto eleitoral á bem pouco tempo e o sr advogado sabe qual foi o resultado !Eu tambem sei.Querem outra vêz eleições ? claro que os derrotados não querem no comando quem olha intransigêntemente pelos interesses do clube.Que eu saiba a direção não se demitiu,eleições são de quatro em quatro anos,querem destituir o BdC apresente as assinaturas para a destituição e depois vejam os resultados finais.Simples e muito bom dia sr.Rogerio Alves
  • Jose silva
    08 jun, 2018 22:54
    Vai formando lista para daqui a 2 anos.