Tempo
|
A+ / A-

Tribunal não aceita afastamento do juiz Carlos Alexandre da Operação Marquês

05 mar, 2018 - 14:30

A defesa do arguido José Sócrates tinha pedido a substituição do juiz, alegando impedimento.

A+ / A-

O Tribunal da Relação não aceita afastamento do juiz Carlos Alexandre da "Operação Marquês", avança a SIC Notícias.

A defesa do arguido José Sócrates tinha pedido a substituição do juiz, alegando impedimento de Carlos Alexadre para julgar o caso.

O ex-primeiro ministro José Sócrates está formalmente acusado pelo Ministério Público (MP) de 31 crimes, no âmbito da "Operação Marquês".

A acusação detectou a alegada prática de três crimes de corrupção passiva de titular de cargo político , 16 de branqueamento de capitais , nove de falsificação de documento e três de fraude fiscal qualificada .

Os factos em investigação tiveram lugar entre 2006 e 2015, ou seja, com Sócrates primeiro-ministro (2005 a 2011) e depois de deixar o cargo.

A guerra dos 1000 dias. Da detenção à acusação de Sócrates
A guerra dos 1000 dias. Da detenção à acusação de Sócrates

No despacho final de acusação, com mais de quatro mil páginas, o MP deu como provada a relação com Carlos Santos Silva e os benefícios ao grupo Lena, com os quais o ex-primeiro-ministro terá ganho 34 milhões de euros. Esta verba chegou alegadamente ao ex-PM através de um esquema que mascarou dinheiro vindo dos grupos Lena, Espírito Santo e Vale do Lobo.

Há ainda mais 28 arguidos acusados, 19 pessoas singulares e nove pessoas colectivas, no âmbito da designada Operação Marquês.

O empresário e seu amigo Carlos Santos Silva foi acusado de 33 crimes , entre os quais corrupção passiva de titular de cargo político, corrupção activa de titular de cargo político, branqueamento de capitais, falsificação de documento, fraude fiscal e fraude fiscal qualificada.

O Departamento Central de Investigação e Acção Penal acusou também o banqueiro Ricardo Salgado de 21 crimes económicos e financeiros: corrupção activa de titular de cargo político, corrupção activa, branqueamento de capitais, abuso de confiança, falsificação de documento e fraude fiscal qualificada.

O antigo presidente da PT Zeinal Bava está acusado de cinco crimes de corrupção passiva, branqueamento de capitais, falsificação de documento e fraude fiscal qualificada.

Henrique Granadeiro, ex-administrador da PT, está acusado de corrupção passiva (um crime), branqueamento de capitais (dois), peculato (um), abuso de confiança (um) e fraude fiscal qualificada (três).

O ex-ministro e antigo administrador da Caixa Geral de Depósitos Armando Vara foi acusado pelo MP de cinco crimes: corrupção passiva de titular de cargo político (um), branqueamento de capitais (dois) e fraude fiscal qualificada (dois).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • João Lopes
    05 mar, 2018 Viseu 20:41
    É fundamental uma intervenção cada vez mais honesta, sensata e inteligente da Justiça! Escreveu Agostinho de Hipona (354-430): «Um Estado que não se regesse segundo a justiça reduzir-se-ia a um grande bando de ladrões».
  • José Gabriel Rodrigu
    05 mar, 2018 Vila Nova de Milfontes 19:28
    Se a Justiça fosse feita, o que eu não acredito, o Costa deveria mandar construir um hostel nas Berlengas, porque ficavam todos juntos, faziam companhia uns aos outros, podiam dedicar-se à pesca, o Estado poupava em alojamento e segurança, e eles podiam confraternizar!
  • fanã
    05 mar, 2018 aveiro 19:12
    Esta "operação Marquês" , é como o estrume , mais nele se mexe mais mal cheira !..........coisa certa é ; violam-se segredos de justiça , prazos , atiram-se para a comunicação mais alguns bitaites , mas coisa certa é " Sra. Procuradora , Sentença , para que Ano ??, ou Século!" . A Dita Justiça de colarinhos brancos , cheira mesmo muito mal !
  • No país da diversão
    05 mar, 2018 Lisboa 17:54
    Mau jornalismo! Se o assunto é "Tribunal não aceita afastamento do juiz Carlos Alexandre da Operação Marquês", é sobre isso que devem falar e não repetir a história "toda". Sobre o assunto apenas dizem "O Tribunal da Relação não aceita afastamento do juiz" e "A defesa do arguido tinha pedido a substituição do juiz, alegando impedimento para julgar o caso". Ora é preciso explicar quais os argumentos usados por ambas as partes e se não ensinaram o mesmo Direito a todos. Às vezes parece que ensinaram uma coisa a uns a outra a outros!
  • Judite Anjos
    05 mar, 2018 Lisboa 14:36
    Acho muito bem quando temos bons juízes querem logo afastalos