Tempo
|
A+ / A-

Congresso do PSD foi "particularmente importante" para a democracia, diz Marcelo

19 fev, 2018 - 13:49

Quanto ao apelo para que seja o pivô dos consensos defendidos por Rui Rio, o Presidente da República prefere aguardar.

A+ / A-

O Presidente da República acompanhou o congresso do PSD do fim de semana "com muita atenção". Marcelo Rebelo de Sousa considera que foi um "passo particularmente importante" para a democracia portuguesa.

"Eu vi com muita atenção e considero que foi um passo importante, todos os congressos são, mas aquele foi particularmente importante para a democracia portuguesa", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República falava aos jornalistas à margem da cerimónia de doutoramento "honoris causa" do secretário-geral da ONU, António Guterres, que decorreu na Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa.

Questionado sobre os trabalhos do 37.º Congresso do PSD, Marcelo Rebelo de Sousa referiu que antes de qualquer apreciação terá de esperar pelo encontro, esta segunda-feira em Belém, com o novo presidente do partido, Rui Rio.

"Quero ouvir a apresentação das suas conclusões do congresso e o testemunho pessoal do presidente Rui Rio relativamente àquilo que considera serem as prioridades do país", disse.

Quanto ao apelo para que seja o pivot os consensos defendidos por Rui Rio, o chefe de Estado prefere aguardar.

"Vamos esperar para ver as ideias, o calendário e o protagonismo dos intervenientes, porque certamente o PSD tem uma ideia dos interlocutores e só daqui por uns dias direi alguma coisa", acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República recusou também comentar a polémica em torno da escolha dos dirigentes para a comissão política nacional.

Tópicos
Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Alexandre
    19 fev, 2018 Lisboa 19:44
    Ele diria isto sobre todos os outros Congressos ?