|
A+ / A-

Catalunha: Taxa de participação atinge 34,7% nas primeiras quatro horas de votação

21 dez, 2017 - 14:51

Valor é ligeiramente inferior ao registado à mesma hora nas eleições de 2015.

A+ / A-

Mais de um terço dos eleitores recenseados votaram nas primeiras quatro horas das eleições para o parlamento regional, esta quinta-feira, enquanto o Governo de Madrid destaca a normalidade e ausência de incidentes à volta do acto eleitoral.

Os dados divulgados pela comissão eleitoral oficial indicavam uma taxa de participação de 34,7% ao meio-dia, ligeiramente inferior aos 35,1% registados à mesma hora nas eleições de 2015.

As sondagens das últimas semanas previam a maior taxa de participação destas eleições regionais.

Os catalães votam hoje para o parlamento regional em eleições em que o bloco de partidos que defendem a unidade de Espanha vão tentar “roubar” aos que pretendem a independência a maioria conseguida na consulta anterior.

As últimas sondagens dão um empate técnico entre os dois blocos sem que nenhum consiga a maioria, mas o aumento da taxa de participação e a transferência votos dentro de cada bloco torna o resultado imprevisível.

As eleições decorrem tradicionalmente num domingo, mas as autoridades centrais de Madrid, que convocaram o escrutínio na sequência de uma inédita crise política, optaram por um dia útil para evitar a votação na véspera de Natal.

Mais de 5,5 milhões de catalães estão inscritos nos cadernos eleitorais. Os resultados deverão ser divulgados no final do dia após o encerramento das assembleias de voto às 20:00 locais (19:00 em Lisboa).

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.