Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022

Fotogaleria. Abraços e choque na volta de Marcelo pelo país dos fogos

Fotogaleria. Abraços e choque na volta de Marcelo pelo país dos fogos

Tempo
|

20 out, 2017 - 16:10 • Fotos: Nuno André Ferreira/Lusa

O Presidente da República visitou esta semana os concelhos mais afectados pelos incêndios do último domingo. Autarcas, empresários e populares relataram a Marcelo os momentos difíceis vividos naquele 15 de Outubro.

A+ / A-

Fora da agenda oficial, o Presidente da República está a visitar os concelhos mais afectados pelos incêndios do último domingo. No périplo que começou esta quinta-feira e deve prolongar-se pelo fim-de-semana,Marcelo Rebelo de Sousa tem conversado com autarcas, empresários e populares.


Marcelo Rebelo de Sousa, em Santa Comba Dão, enquanto ouvia o relato e os momentos vividos por quem perdeu tudo nos incêndios. Uma fotografia que até a revista Time destacou na rede social Instagram para retratar a tragédia portuguesa.
Em Vouzela, Marcelo visitou parte da área que ardeu no concelho e famílias de algumas vítimas. Vários populares contaram, em lágrimas, os momentos de aflição que viveram durante os incêndios.

Depois de Vouzela, Marcelo passou também por Tondela, onde arderam 140 habitações, das quais pelo menos 37 eram de primeira habitação. O Presidente diz que é preciso tomar decisões e não esquecer as pessoas que sofreram.
Na sua passagem por Tondela, Marcelo sublinhou que estas pessoas não podem ficar nem longe da vista, nem longe do coração, a refazer as suas vidas.

Em Oliveira de Frades, o Presidente da República visitou o parque industrial.

Marcelo Rebelo de Sousa foi acompanhado pelo presidente em exercício da Câmara de Oliveira de Frades, Luís Vasconcelos (esquerda), e pelo líder de uma empresa de madeiras que foi danificada pelos incêndios.
Marcelo Rebelo de Sousa mostrou-se confiante de que seja encontrada “uma solução expedita que corresponda aos anseios” dos familiares das vítimas dos incêndios.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Pedro Silva
    21 out, 2017 Lisboa 09:10
    Um presidente que parece encomendado para novo filme de Dino Risi [il nuovi monstri]. Sempre a mesma postura e aquele ar teatralizado que conhecemos. É tudo muito plástico e fingido. No entanto, se fores do CDS ou PSD, dirás que o ar consternado que o presidente faz é verdadeiro... tão verdadeiro que poderá influenciar novas telenovelas nacionais produzidas pela TVI.
  • jose
    20 out, 2017 lousada 17:17
    somos todos diferentes. para se acalmar, uns precisam (pedem) de abraços e carinho outros exigem medidas e soluções. infelizmente para Portugal somos mais dos primeiros do que dos segundos.
  • Sai palha
    20 out, 2017 Lisboa 16:26
    Que Costa saiba estar à altura de Marcelo. Que no sábado nos surpreenda a todos com medidas que acabem definitivamente com todos os interesses obscuros que só tem prejudicado o País e os Portugueses. Já conseguiu tornar o País mais democrata ao contribuir para que tivesse acabado os Partidos de 1ª e os partidos de 2ª. Hoje temos um Parlamento onde todos os partidos de pleno direito representam os Portugueses. Que a partir de amanhã Costa convença todos os Portugueses que quem governa o País é o poder político e não o poder economico.

Destaques V+