|
A+ / A-
Sporting

Só Bas Dost foi mais caro que Acuña

21 set, 2017 - 10:54

O Sporting pagou, ao todo, quase 10,5 milhões de euros pelo internacional argentino, valor apenas superado, na história dos leões, pelos quase 12 milhões investidos em Bas Dost.

A+ / A-

O Sporting apresentou, esta quinta-feira, no seu jornal, a tabela de preços dos vários reforços de Verão, com destaque para Marcos Acuña.

O extremo argentino, de 25 anos, teve um custo base de 9,67 milhões de euros, por 100% do passe, mais 800 mil euros de comissão a Marcelo Simonian, representante do jogador, perfazendo um investimento total de 10,47 milhões de euros. Preço apenas superado por Bas Dost, que no Verão passado custou 11,85 milhões aos cofres de Alvalade.

Logo a seguir ao internacional pelas "pampas" está Bruno Fernandes, sensação deste início de época. O Sporting comprou a totalidade do passe do médio português, de 23 anos, por 8,5 milhões de euros, tendo pagado uma comissão de 850 mil euros à Position Number.

Os empréstimos e jogadores livres cada vez custam mais

André Pinto foi adquirido a "custo zero", contudo, o Sporting pagou 800 mil euros à empresa que representa o central português, a PP Sports. O mesmo aconteceu com Mathieu, embora a comissão paga à Team Spirit Football Consulting tenha rebentado a escala: dois milhões de euros.

O Sporting elenca, ainda, cinco empréstimos. O Real Madrid recebeu um milhão de euros para soltar Fábio Coentrão. Ristovski custou 1,1 milhões de euros, ficando os leões com opção de compra, fixada em 1,15 milhões de euros. O Sporting teve, ainda, de pagar 500 mil euros por Doumbia, ficando com opção de compra de três milhões, por 70% do passe.

No total, contando, ainda, jogadores que não integram a equipa principal, os leões despenderam 28,3 milhões de euros em aquisições e 5,15 milhões em comissões, o que dá um total de 33,45 milhões de euros.

Saídas milionárias e alívio de empréstimos

Relativamente ao dinheiro que entrou nos cofres de Alvalade, Adrien Silva representa a maior fatia do bolo: 24,5 milhões de euros.

Este valor inclui, já, a "renúncia de direitos que se encontravam registados como passivos e passivos contingentes no valor de cerca de 4,5 milhões de euros". O Sporting pagou, ainda assim, um milhão de euros de comissão à Soccer Club Properties e pode receber mais cinco milhões em bónus, assim como 15% de uma futura mais-valia.

Rúben Semedo é o segundo nome na lista, com uma venda taxada nos 14 milhões de euros, apesar do pagamento de 1,4 milhões de euros de comissão à Buttonpath. A mesma empresa levou 530 mil euros em comissões pelas vendas de Paulo Oliveira ao Eibar e Marvin ao Watford, dois negócios que valeram, ao todo, 6,5 milhões de euros ao leões.

Saíram, no total, 21 jogadores, alguns em fim de empréstimo, caso de Joel Campbell. Ao todo, o Sporting encaixou 51,8 milhões de euros, tendo desembolsado 6,3 milhões de euros em comissões.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.