Tempo
|
A+ / A-

ZERO. Crescem as emissões de gases com efeito de estufa

20 ago, 2017 - 16:17

Associação ambientalista fez as contas até ao final de Julho.

A+ / A-

A ZERO -- Associação Sistema Terrestre Sustentável, com base em dados até final de Julho, estima que 2017 seja o ano com maiores emissões de gases com efeito de estufa em Portugal na presente década.

Em comunicado, a associação quantificou as emissões associadas à produção de electricidade entre Janeiro e Julho passados, verificando um aumento de 5,3 milhões de toneladas de dióxido de carbono em relação ao mesmo período de 2016, traduzido num aumento de 42% em relação às emissões do ano passado.

"Por comparação, os incêndios estão também a ter uma contribuição acrescida, já que (...) no total ao ano passado se emitiram 2,3 milhões de toneladas de dióxido de carbono equivalente e este ano, até final de Julho, já se atingiu 2,9 milhões de toneladas", afirma a associação, especificando ter havido um aumento de cerca de 600 mil toneladas de dióxido de carbono equivalente e atingido 5,9 milhões de toneladas.

"Em termos relativos, para se ter uma ideia da dimensão, seis milhões de toneladas representam cerca de 10% das emissões anuais verificadas em Portugal em 2015", explica a associação, defendendo que, face aos dados finais e estimados para o período 2010 a 2016, "tudo aponta para que 2017 venha a ser, até agora, o ano com maiores emissões de gases com efeito de estufa da presente década em Portugal".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.