Tempo
|
A+ / A-

Costa considera que manutenção do candidato do PSD em Loures "desonra" Passos

18 jul, 2017 - 22:30

Passos Coelho diz que a questão das declarações de André Ventura sobre a comunidade cigana está esclarecida e que o PSD nunca foi um partido racista.

A+ / A-

O secretário-geral do PS acusou esta terça-feira o presidente do PSD de falta de coragem por manter o candidato social-democrata em Loures, André Ventura, dizendo que as posições "racistas" deste desonram quem não lhe retirou a confiança política.

António Costa referiu-se ao caso gerado pelas críticas à comunidade cigana feitas pelo candidato do PSD à Câmara de Loures, André Ventura, durante a sessão de apresentação da candidatura da antiga ministra socialista da Cultura Gabriela Canavilhas à presidência da Câmara de Cascais.

O secretário-geral do PS começou por se referir a este episódio da campanha em Loures em forma de pergunta: "Já viram a triste situação em que eu estaria se fosse líder do PSD e estivesse no concelho de Loures a apoiar um candidato que desonra qualquer partido democrático?".

"Agora imaginem com que cara estava aqui a apoiar um candidato em Cascais se tinha estado antes a apoiar um candidato como aquele que têm [no PSD] em Loures e que ainda não teve a coragem de retirar a confiança política, como se impõe num Estado democrático a quem é defensor da liberdade, da democracia e dos direitos humanos. Não, não é possível não retirar imediatamente a confiança política a um candidato dessa natureza", afirmou o secretário-geral do PS.

António Costa foi mais longe nas suas críticas ao presidente do PSD, considerando que "um candidato racista não desonra só uma candidatura em Loures".

"Desonra o partido que o apresenta, o líder que não lhe retira a confiança política e, infelizmente, desonra tantos e tantos excelentes autarcas do PSD que não mereciam ombrear com um candidato que desonra a democracia portuguesa", afirmou.

A ouvir estas palavras de António Costa estavam os ministros da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, e o embaixador e antigo secretário de Estado dos Assuntos Europeus Seixas da Costa.

Passos Coelho disse esta noite, à entrada para um jantar da bancada parlamentar do PSD, que a situação de André Ventura estava já esclarecida e que o PSD não é, nunca foi e nunca será um partido racista.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • jorge tormenta
    20 jul, 2017 mafra 16:52
    Este arautos da defesa dos valores da sociedade Portugueses esquecem quem os sustenta,já não à pachorra para aturar estes hipócritas.
  • Maria Santos
    20 jul, 2017 Fig. Foz 00:18
    O António Costa e outros como ele, v~em com conversa de treta por causa dos votos. O que o André Ventura disse, infelizmente, é verdade. Os ciganos evitam a todo o custo seguir os usos e costumes do país onde vivem. Mas procuram obter todos os benefícios que possam sem fazer nada.
  • Vasco
    19 jul, 2017 22:32
    O senhor Costa já há muito que deu a entender que não percebe de que lado está a honra! Com os casos já passados com ele próprio qualquer inocente percebe muito bem o que pretendo dizer, é lamentável que ignore a grande maioria dos portugueses para se pôr ao lado de uma minoria que teima em não se integrar na sociedade.
  • Bela
    19 jul, 2017 Coimbra 18:03
    Fala o roto do mal remendado. Enfim... Porque razão há tanta gente indignada? Na sociedade ocidental sempre houve diferença de classes; a nobreza, o grupo privilegiado dos que nunca trabalhavam e que viviam à custa do trabalho e esforço do povo e clero que balançava ao sabor dos ventos. Actualmente, o POVO é quem paga impostos por tudo e nada, a Nobreza, os espertalhões que sem trabalhar nem contribuir para nada, vivem sem preocupações, o CLERO, os oportunistas que tiram proveito do sacrifício de uns e da vida ociosa de outros
  • Petervlg
    19 jul, 2017 Trofa 17:52
    Este fala, fala, fala, e não diz nada, devia era ter já resolvido alguns dos problemas em pedrogão, já vai à um mês.
  • sofia
    19 jul, 2017 lisboa 17:09
    A tristeza é que nós, portugueses contribuintes falamos, falamos.... E todos eles se estão borrifando. Políticos, ciganos e outros que tais, vivem bem acima do que produzem, financiados por todos os contribuintes portugueses.
  • Maria Catarina
    19 jul, 2017 Rana 16:43
    Oh Costa como pode dizer isso, os do seu partido devem ter a memória curta, por acaso ouve o que dizem nos corredores do largo do rato?
  • Armando Afonso
    19 jul, 2017 Brejos de Azeitão 16:33
    É a grande diferença entre quem MENTE com tudo o que tem mesmo sendo pequenino e os os que assumem as VERDADES mesmo sabendo que a forca lhe está preparada. Para a frente Sr. Dr. PASSOS COELHO. fora antóni costa Armando Afonso
  • Joaquim
    19 jul, 2017 Ericeira 16:28
    Eu acho Normal que ciganos defendam Ciganos eu se fosse também os defendia. Pobre democracia já não se pode dizer as verdades. Cuidado agora ê que os ciganos vão começar a roubar durante 24 horas com os partidos da esquerda todos do lado deles bom BE esse já ê Normal orientado por uma autentica cigana todos os dias diz uma coisa diferente, o que candidato do PSD disse ê a pura realidade só quem vive aqui ê que sabe o sofrimento sou PS mas desta vez vou votar PSD grande Homem os cobardes do meu Partido este voto já perderam e vão perder muitos mais Viva a Democracia Fala Fala â vontade cidadão,
  • jmsm
    19 jul, 2017 lisboa 16:27
    A manutenção do tosta, também desonra o País, e ele não se importa com o facto.

Destaques V+