Tempo
|
A+ / A-

Porto candidato à agência do medicamento. "Valeu a pena levantar a voz", diz Rui Moreira

13 jul, 2017 - 17:09

O Governo "tomou a decisão certa" ao escolher o Porto em vez de Lisboa, diz o autarca.

A+ / A-

Veja também:


O presidente da Câmara do Porto considerou esta quinta-feira que o Governo "tomou a decisão certa" ao decidir candidatar a cidade do Porto para acolher a sede da Agência Europeia de Medicamento (EMA, na sigla inglesa), apontando que "valeu a pena levantar a voz".

"Queria dar nota da minha satisfação por ter valido a pena levantar a voz. Queria saudar o Governo, o senhor primeiro-ministro e o ministro da Saúde que souberam em tempo olhar para o argumentário que o Porto tinha para apresentar e que apresentou", disse Rui Moreira.

O presidente da Câmara do Porto apontou que, a seu ver, "o Governo tomou a decisão certa" e disse que tem "tudo preparado para apresentar uma candidatura forte", lembrando, no entanto, que "nada está ganho".

"O Governo avaliou a proposta de Lisboa e a do Porto e considerou que a proposta do Porto é a melhor. Tudo faremos para que seja uma proposta ganhadora. Podemos apresentar uma candidatura musculada porque temos o trabalho feito. Agora temos de preparar uma grande candidatura para que isto não seja apenas uma questão nacional, para que se transforme numa opção vencedora a nível internacional, sabendo nós que há outras cidades muito fortes e outras grandes candidaturas", disse o autarca.

O Conselho de Ministros decidiu esta quinta-feira candidatar a cidade do Porto para acolher a sede da EMA, anunciou a ministra da Presidência, Maria Manuel Leitão Marques.

"O Porto está mais próximo do centro da Europa, está mais perto do centro da Península [Ibérica]", assinalou por seu lado o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.

Em conferência de imprensa, Rui Moreira sublinhou a saudação ao Governo: "Eu sei que muitas vezes voltar atrás nas decisões não é fácil, mas, quando assim é, devemos agradecer e salientar o mérito do Governo na decisão de reabrir um processo que parecia estar fechado.”

O presidente da autarquia do Porto disse ter "confiança" na "diplomacia portuguesa", bem como na "diplomacia que a câmara e o Conselho Metropolitano" podem fazer por se tratar, referiu, de uma questão "muito importante para o país e para a região, para o Porto e para todos os cidadãos".

Rui Moreira referiu que existem "vários edifícios possíveis" para acolher a da Agência Europeia de Medicamento, mas não adiantou quais, apontando que esse aspecto será revelado "em tempo próprio" pela comissão.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Asdrubal
    01 ago, 2017 Algarve 13:57
    Os funcionarios da agencia ja disseram que nao querem o Porto. E para eles a cidade que preferem e Lisboa. A decisao tambem tera de ter em conta a vontade dos funcionarios, embora esta nao dite tudo. Mas o Porto dificilmente conseguira. Embora a nivel interno fosse o melhor para o desenvolvimento harmonioso do pais. Mas isso e algo que pouco ou nada interessa para quem la trabalha.
  • Helder Marques
    15 jul, 2017 Mem Martins 10:30
    Isto só mostra que A_Costa é um malabarista, depois de ter dito que Lisboa é que era a melhor opção, por todos os motivos e mais alguns, desvalorizando todas as outras cidades que poderiam concorrer, agora diz que é o Porto a melhor opção, porque sabe que Lisboa nunca seria eleita, porque já tem uma agência europeia. Isto mostra como se governa, os amigos em primeiro lugar. Perante a hipotese de mais uma agência vir para Portugal, os amigalhaços viram os benefícios económicos e vai dái, fica aqui na capital porque bla bla bla, tudo conversa que conhecemos. Se fosse um trabalho sério o Porto e mais cidades poderiam ter concorrido inicilamente e nem se colocou essa hipoteses, era Lisboa e ponto final, agora não é Lisboa e ficam todos contentes, neste momento só faltam as selfies e conversa da treta nas TV.
  • Maria Torcato
    13 jul, 2017 Porto 23:07
    O PS e a geringonça tentam deitar areia para os olhos dos Portuenses.Agora o que admira é rui Moreira embrcar nisto.Já é. voz corrente que quem vai ficar com Agência do medicamento vai ficar ali pela periferia de França.Por isso esta dádiva simpática à Invicta é só para o PS comprar votos.