|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Europol alerta. Ataque informático pode ter maiores consequências esta segunda-feira

15 mai, 2017 - 06:53

Se receber e-mails de remetentes desconhecidos, não abra. Pelo menos 150 países foram afectados pelo ataque de sexta-feira, que teve origem numa falha no Windows aproveitada por piratas informáticos.

A+ / A-

Veja também:


A Europol está preocupada com o ataque informático lançado na sexta-feira e avisa: o número de empresas e pessoas afectadas está a aumentar a cada hora.

“O ataque foi lançado na sexta-feira à tarde, talvez deliberadamente, para apanhar empresas durante o fim-de-semana, durante o qual os computadores podem ter ficado ligados. O vírus pode ter evoluído em diferentes redes. Por isso, as empresas que não actualizaram os seus sistemas devem fazê-lo antes que as pessoas regressem ao trabalho esta manhã”, avisa o director da polícia europeia, Rob Wainwright.

Em entrevista à BBC, mostrou-se preocupado com a dispersão do vírus e revelou que os números de utilizadores afectados estão a aumentar.

“Nunca vimos nada desta escala. Sobretudo, porque o pedido de resgate foi combinado com uma aplicação que permite que um computador afectado pode rapidamente espalhar o vírus para outros computadores em todo o mundo”, afirmou.



Cuidados a ter:

- Não abra e-mails ou links de quem não conhece e que pareçam suspeitos.

- Faça cópias de segurança num disco externo, antes de se ligar a uma rede empresarial ou da organização.

- Mantenha o software actualizado e aplique as actualizações recomendados pelos fabricantes.



“Por isso, estamos a ver estes números a aumentar a toda a hora e em todo o mundo. Eu acho que os números continuam a aumentar, em vários sectores e em todo o mundo. Os números continuam a aumentar”, insistiu.

Wainwright explicou depois que, na sexta-feira à noite, “houve uma redução do nível de infecção, depois de um remendo que se conseguiu fazer, mas surgiu uma segunda variação do vírus que os criminosos colocaram a circular”.

“Por isso, os números estão a aumentar”, repetiu.

De acordo com alguns analistas de segurança informática, os piratas informáticos terão usado uma ferramenta conhecida como “Eternal Blue”, desenvolvida pela NSA, a Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos, para conseguir entrar na falha e aceder, assim, a milhares de computadores em todo o mundo.

Pelo menos 150 países e 200 mil utilizadores, na sua maior parte empresas, já foram afectados por este ciberataque. Os piratas informáticos detectaram uma falha no sistema operativo Windows e exigem um resgate em dinheiro virutal (bicoins).

Em Portugal, a EDP cortou os acessos à Internet para prevenir ataques informáticos e a Portugal Telecom alertou os seus clientes para o vírus perigoso, pedindo cautela na navegação na rede e na abertura de anexos no “email”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • António Costa
    15 mai, 2017 Cacém 09:47
    "....terão usado uma ferramenta conhecida como Eternal Blue, desenvolvida pela NSA...." Traduzindo, a Windows tinha uma "porta aberta dedicada" para a NSA poder espiar os computadores do "pagode". "Alguém" com esses conhecimentos resolveu "ganhar algum...". Não há milagres, existem é pessoas nas organizações, que "falsificam deliberadamente" a segurança para "outros" poderem entrar à vontade.
  • João Silva
    15 mai, 2017 Porto 08:13
    Cliente PT Empresas sem email desde a passada sexta-feira. VERGONHA de serviço.