Tempo
|
A+ / A-

Marcelo subscreve pedido de demissão de Dijsselbloem

22 mar, 2017 - 11:30

O primeiro-ministro e o ministro dos Negócios Estrangeiros querem que Jeroen Dijsselbloem abandone o cargo depois de ter acusado os países do sul de gastar dinheiro em "mulheres e copos".

A+ / A-

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, subscreve o apelo do Governo português para o afastamento de Jeroen Dijsselbloem da presidência do Eurogrupo.

"Eu sobre isso neste momento, em que há valores tão mais importantes do que isso, o que eu poderei dizer é que já foi tudo dito pelo senhor ministro dos Negócios Estrangeiros. E quando ele falou, falou em nome do Estado português. Portanto, como Presidente da República portuguesa, eu não posso senão subscrever o que ele disse", declarou Marcelo Rebelo de Sousa, esta terça-feira, em Bruxelas, onde está para participar nas cerimónias do primeiro aniversário dos atentados terroristas na capital belga.

"Portugal tomou posição, está tomada", rematou, não querendo alongar-se em mais comentários sobre as declarações do holandês que lidera o Eurogrupo.

Também já esta quarta-feira, o primeiro-ministro português reafirmou que defende o afastamento do presidente do Eurogrupo.

"Numa Europa a sério, o senhor Dijsselbloem já estava demitido neste momento," sublinhou.

Em causa estão as declarações de Jeroen Djisselbloem que, numa entrevista ao jornal alemão "Frankfurter Allgemeine Zeitung", publicada no domingo, afirmou: "Como social-democrata, considero a solidariedade um valor extremamente importante. Mas também temos obrigações. Não se pode gastar todo o dinheiro em mulheres e álcool e, depois, pedir ajuda".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • ZÉ TUGA
    04 abr, 2017 CONCHINCHINA 13:39
    Este Marcelo saiu pior do que a encomenda. Tínhamos uma múmia, agora temos um pateta . O povo gosta de palmadinhas nas costas, acha que é o bastante para liderar um país. ( ah mas ele é um gajo porreira, abraça a gente ) pronto tá bom não é preciso mais nada. Povo burro como este eu nunca vi .
  • luis silva
    22 mar, 2017 matosinhos 22:49
    O Sr. Dijsselbloem ficou finalmente conhecido em Portugal e talvez noutros paises. De outra forma poucos teriam ouvido falar nele. E assim q se fazem carreiras de sucesso.
  • SALAZAR
    22 mar, 2017 LX 17:51
    PORQUE É QUE O TÓTÓ DO PR NÃO SUBSCREVE ANTES UM PEDIDO PARA PRENDER TODOS OS PULHÍTICOS CORRUPTOS QUE NOS ÚLTIMOS 40 ANOS ROUBARAM O PAÍS E JUSTIFICAM AS AFIRMAÇÕES DO HOLANDÊS? AH... PORQUE ESTÃO LÁ TODOS OS AMIGOS PS, PSD E CDS, INCLUINDO ELE PRÓPRIO.
  • mico
    22 mar, 2017 Albufeira 14:31
    Este espaço de mensagens ou está cheio de pessoas do PNR ou então são basicamente 2 ou 3 pessoas a fazerem-se passar por 20 que estão a comentar. Atenção moderadores !! Vejam o ip de quem envia mensagens. Que comentários tão infelizes. Depois do governo anterior ser responsável pelo que aconteceu a tantos bancos a fechar os olhos aos amigos (milhares de milhões de euros) ainda há gente que tem a distinta lata de vir falar deste governo que tem posto a economia interna a funcionar como nenhum outro. Enfim. a ignorância e a manipulação dá nestas coisas. Espero que o povo não se deixe levar estes comentários aberrantes.
  • os pafosos
    22 mar, 2017 lis 13:12
    Continuam com comentários, bem à medida dos Miguel de Vasconcelos dos anos 1640!...São este os patrioteiros subservientes de bandeirinha na lapela!
  • Francisco carvalho
    22 mar, 2017 Manchester 12:41
    Ele falou alguma menina?
  • Maria
    22 mar, 2017 Porto 12:39
    Bom dia Sra. D. Amélia Correia. Subscrevo inteiramente o que diz. Obrigada pelas suas palavras sábias.
  • Victor
    22 mar, 2017 Lisboa 12:37
    Devemos ter desprezo por estes inimigos de Portugal. Provocam deliberadamente as crises, para assim colocarem os povos na pobreza.
  • Jorge
    22 mar, 2017 Sintra/Queluz 12:35
    Este Presidente está sempre ao lado de Portugal, por isso, mesmo não tendo votado nele, tem o meu respeito e a minha incomensurável admiração.
  • jBAPTISTA
    22 mar, 2017 LISBOA 12:35
    ONDE ANDA O PASSOS COELHO, E MARIA LUIS ALBUQUERQUE QUE NADA DIZEM?