|
A+ / A-

Cerca de 800 jovens "nem-nem" já pediram apoio para projectos profissionais

09 mar, 2017 - 07:38

Programa do Instituto Português do Desporto e Juventude foi apresentado em Dezembro e destina-se a apoiar jovens que nem trabalham nem estudam.

A+ / A-

O programa do Governo destinado a apoiar os chamados jovens "nem-nem" - que não estudam nem trabalham - já recebeu cerca de 800 candidaturas, de acordo com dados esta quarta-feira divulgados pelo Ministério da Educação (ME).

"O programa Empreende Já recebeu, nesta primeira fase, cerca de 800 candidaturas. Estes jovens são, maioritariamente, provenientes da região Norte e apresentaram candidatura individual, tendo manifestado a intenção de desenvolver projectos centrados na economia social ou de criar empresas", refere o comunicado do ME.

O programa promovido pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ, IP) foi apresentado em Dezembro e destina-se a apoiar a criação e o desenvolvimento de empresas e de entidades da economia social, assim como a criação de postos de trabalho, por e para jovens.

As candidaturas já entregues vão agora ser analisadas por um júri, constituído pelo IPDJ, pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e pela Cooperativa António Sérgio para a Economia Social.

"Os jovens cujas candidaturas forem aprovadas serão apoiados, durante seis meses, com uma bolsa de cerca de 700 euros e terão de frequentar 250 horas de formação em áreas transversais à acção empreendedora. Terão ainda apoio técnico personalizado (tutoria), com vista à estruturação e sustentabilidade do projecto", refere o comunicado da tutela.

A nota acrescenta que "posteriormente, serão seleccionados 90 projectos para a segunda fase do programa Empreende Já, concebidos pelos jovens empreendedores que apresentem, individualmente ou em grupo, registo/início de actividade ou certidão do acto constitutivo de associação ou empresa".

"Cada um destes projectos contará com um apoio de dez mil euros", atribuídos com o objectivo de manter a empresa em actividade durante dois anos, segundo a tutela.

O Empreende Já é uma medida integrada no Plano Nacional de Implementação de uma Garantia para a Juventude, co-financiado, no valor de 4.600.000 euros, pelo POISE - Programa Operacional Inclusão Social e Emprego.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • otário cá da quinta
    09 mar, 2017 coimbra 12:11
    Está mais do que visto, os contemplados vão ser os filhos dos da CÔR, nem que seja MUITO INTELIGENTES, porque os filhos dos ESCRAVOS, escravos têm de ser !