Tempo
|
A+ / A-

Papa lamenta atentado na Turquia e propõe não-violência como estilo de vida

01 jan, 2017 - 11:53 • Aura Miguel , Filipe d'Avillez

Após o Angelus, Francisco rezou por todos os homens de boa vontade que lutam contra a praga do terrorismo.

A+ / A-
Papa condena atentado em Istambul durante "noite de festa e esperança"
Papa condena atentado em Istambul durante "noite de festa e esperança"

O Papa Francisco lamentou este domingo o atentado que teve lugar na Turquia na noite de passagem de ano, apelando à luta contra o terrorismo e à adopção da não-violência como estilo de vida.

“A violência voltou a atingir-nos, nesta noite de festa e esperança. Pesaroso, exprimo a minha proximidade ao povo turco, acompanho com a oração os muitos defuntos e feridos e todo a nação enlutada. Peço ao Senhor que apoie todos os homens de boa vontade que, corajosamente, dão as mãos para enfrentar a praga do terrorismo, esta mancha de sangue que envolve o mundo numa sombra de medo e de confusão”.

A resposta a esta “praga”, segundo o Papa, é uma inversão da lógica e a aposta na não-violência como estilo de vida. “É assim que se constrói a paz: dizendo ‘não’ – com os factos – ao ódio e à violência e ‘sim’ à fraternidade e à reconciliação.”

“Há 50 anos, o beato Papa Paulo VI começou a celebrar nesta data a jornada mundial da paz para reforçar o empenho comum e construir um mundo pacífico e fraterno. Na mensagem deste ano, propus assumir a não-violência como estilo para uma política de paz”, disse o Papa, antes de prosseguir com a condenação do atentado de Istambul, que fez pelo menos 39 mortos e dezenas de feridos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+