Tempo
|
A+ / A-

Renascença vence prémio de Excelência Geral em Ciberjornalismo e mais três prémios Obciber

24 nov, 2016 - 19:10

A Renascença volta a ser o grande vencedor dos prémios Obciber, conquistando este ano quatro das cinco categorias possíveis.

A+ / A-

A Renascença recebeu pela sexta vez o prémio Excelência Geral em Ciberjornalismo atribuído pelo Observatório de Ciberjornalismo (Obciber) da Universidade do Porto.

A Renascença volta a ser o grande vencedor dos prémios Obciber, conquistando este ano quatro das cinco categorias possíveis: Excelência Geral em Ciberjornalismo, Reportagem Multimédia, Videojornalismo Online e Última Hora.

O prémio Excelência Geral em Ciberjornalismo, que era também disputado pelo “Jornal de Notícias” e pelo “Público”, já tinha sido atribuído à Renascença em 2015. Em nove edições dos prémios Obciber, a Renascença já ganhou a distinção principal por seis vezes.

Na edição deste ano, a Renascença foi ainda distinguida com os trabalhos “Encalhados no quintal da Europa” (categoria Reportagem Multimédia), uma reportagem sobre os refugiados na Grécia, da autoria de Catarina Santos, e “A mesquita prometida” (categoria Videojornalismo Online), de João Carlos Malta, Joana Bourgard e Rodrigo Machado.

A cobertura da Renascença dos atentados de Paris, em Novembro de 2015, foi considerada a melhor na categoria Última Hora.

A concluir o lote de premiados ficaram os trabalhos de Infografia Digital “Túnel do Marão”, do "Jornal de Notícias", e o de Ciberjornalismo Académico “Filhas sem pecado”, do JornalismoPortoNet.

Os Prémios de Ciberjornalismo são atribuídos anualmente pelo Observatório de Ciberjornalismo desde 2008.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Desabafo desabafo
    29 nov, 2016 Porto 13:15
    Parabéns. Concordo!