|
A+ / A-

PJ detém 20 skinheads por crimes de ódio e discriminação racial

08 nov, 2016 - 16:13

A Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa indica que os suspeitos pertencem “aos skinheads neonazis liderados pelo mais violento e organizado grupo de extrema-direita" com origem nos Estados Unidos.

A+ / A-

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, esta terça-feira, vinte pessoas no decurso de uma investigação relacionada com crimes de discriminação racial. Quatro dos detidos são suspeitos de ofensa físicas graves e tentativa de homicídio.

A Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL) refere que os suspeitos pertencem “aos skinheads neonazis liderados pela hammerskin nation, o mais violento e organizado grupo de extrema-direita, formado em Dallas, em 1988".

Discriminação racial, religiosa e sexual, homicídio qualificado, ofensa à integridade física graves, roubo e dano são os crimes imputados aos 20 detidos.

A organização "hammerskin nation", que se expandiu pelos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia, tem o propósito de fomentarem acções violentas contra pessoas de raça negra, indianos, de orientação sexual diferente da deles e refugiados, usando as redes sociais da internet para o incitamento ao ódio, discriminação racial, perseguição e violência física,

Os membros desta organização perfilham a ideologia nazi e exaltam a superioridade da raça branca, pretendendo em Portugal expulsar ou impedir a entrada no país de todas as minorias étnicas, acrescenta a PGDL.

Segundo o MP, os suspeitos, entre 3 de Novembro de 2013 e 20 de Setembro de 2015, terão agredido vários pessoas e tentado causar a morte de uma outra, bem como roubado com violência e danificado bens das vítimas.

Buscas

A PGDL indica ainda que foram emitidos mandados de busca e detenção visando 17 suspeitos e 35 residências, designadamente em Braga, Lisboa e Albufeira.

Por seu lado, em comunicado, a PJ adianta que na operação policial foram executadas buscas domiciliárias, que permitiram cumprir 16 mandados de detenção, tendo ainda sido detidos outros quatro elementos suspeitos de pertencerem a "uma estrutura criminosa que vinha cometendo crimes de ofensa física qualificadas, em alguns casos agravadas e até tentativas de homicídio, crimes motivados pela diferença de raça ou orientação sexual das vítimas".

Segundo a PJ, a investigação apurou ainda que foram cometidos outros crimes de idêntica natureza, tendo como vítimas cidadãos que perfilham uma ideologia antifascista e antagónica à dos agora detidos.

A investigação foi feita pela Unidade Nacional Contra Terrorismo (UNCT), em inquérito titulado pelo Departamento de Investigação e Ação penal (DIAP) de Lisboa.

Os detidos vão submetidos a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação.

[notícia actualizada às 16h45]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Já agora....
    11 nov, 2016 lisboa 03:35
    Já agora podiam passar pela cova da moura... Ou não dá jeito?
  • Mário Guimarães
    09 nov, 2016 Lisboa 09:02
    Os Barões da Droga nos Açores e os corruptos não prendem eles .Só prendem os passadores . Desde Mota Amaral que fez uma lei de jardinagem na Assembleia da República que é assim e agora é pior !
  • Fr
    08 nov, 2016 Portugal 22:02
    Lixos.
  • Ana Soares
    08 nov, 2016 Corroios 20:37
    Luso, estou consigo... Ana Soares
  • Alexandre
    08 nov, 2016 Lisboa 20:36
    Estes skins, que na verdade sao realmente carecas, dao mau nome ao nacionalismo portugues, humanista e solidário mas que poe o Portugues e a Patria acima de tudo. Sabemos muito bem quem é que devia ser preso neste pais por atentar contra a dignidade do próprio Povo: os governantes e umas pseudo-eliotes mediocres. Para mim Nacionalistas de Portugal só aqueles que agem em nome da Cruz de Cristo e nao de idelogias nazis demoníacas.
  • Jose
    08 nov, 2016 Lisboa 19:19
    Acho bem. Já agora que estão tão empenhados, podem ir buscar os membros dos antifas praticamente todos terroristas violentos, e alguns comunistas ressaviados que destilam ódio nas redes sociais...e já agora tb os adeptos violentos das claques que se têm mostrado nas últimas semanas. Já agora tb alguns políticos que têm feito muito mal a todo o país. Parece que a dita limpeza é só num dos extremos e não entra em algumas comunas e centros de trabalho. Cumps.
  • anti-direita
    08 nov, 2016 porto 18:58
    Morte a todos os movimentos fascistas mundiais...morte ao neo-nazismo.
  • desatina carreira
    08 nov, 2016 queluz 18:39
    com tanto escuridão no governo esta noticia não me espanta
  • leonardo messi
    08 nov, 2016 queluz 18:22
    e os skinheads escuros a muitos mas prender eles nunca vi penso eu de que
  • jorge m
    08 nov, 2016 coimbra 18:20
    Ó Antonio Costa, então a Russia não está pejada de neo-nazis ou outros gangs que são intolerantes a tudo. Mas estes, como são dos USA então são uns valentes sacanas. Ou sou eu que estou a ver mal o filme.