System.NullReferenceException: Object reference not set to an instance of an object. at masterpage_MasterPage.Page_Load(Object sender, EventArgs e) Renascença - A par com o mundo.
|
A+ / A-

Morreu Jaime Fernandes, antigo director da Renascença

27 out, 2016 - 11:44

Marcou a história da rádio portuguesa. Criou o "Oceano Pacífico" da RFM. Foi locutor, jornalista e realizador de rádio. Morreu aos 69 anos.

A+ / A-
Jaime Fernandes e os melhores meses da sua vida, na Renascença. "Trabalhei num sítio único"
Jaime Fernandes e os melhores meses da sua vida, na Renascença. "Trabalhei num sítio único"

Morreu Jaime Fernandes, actual provedor do telespectador da RTP e antigo director de programas da Renascença. Esteve depois na origem do lançamento da onda FM na Renascença, donde mais tarde nasceu a RFM. A notícia já foi confirmada pela RTP à Renascença.

“Em Portugal, rádio escreve-se com dois ‘r’”, em referência à Rádio Renascença, foi uma das frases de estação do canal por ele criadas.

Jaime Fernandes foi ainda autor do nome do conhecido programa da RFM “Oceano Pacífico”, transmitido a partir das 22h00. É hoje o mais antigo programa de rádio ainda no ar.

O radialista nasceu em 1947, foi jornalista e exerceu funções de administração e direcção da televisão pública, onde foi director de programas dos canais internacionais e de novos projectos.

Iniciou a carreira no Rádio Clube Português e foi o criador da Antena 3, projecto que havia de relevar ter sido "inspirado pelo que tinha feito a Renascença" com a RFM.

Jaime Fernandes realizou ainda a série “Estranha Forma de Vida - Uma História da Música Popular Portuguesa”. Era provedor do telespectador da RTP desde 2013.

José Luís Ramos Pinheiro, gerente do Grupo Renascença Multimédia, recorda Jaime Fernandes como uma pessoa “com características únicas e uma afabilidade extraordinária”.

“Lembro-me de uma das últimas vezes que estive com ele, precisamente aqui, nas novas instalações do Grupo, e lembro-me de como o Jaime gostou de se demorar na zona de estúdios, onde se reconhecia como profissional”.

Oceano Pacífico, o despontar da RFM e a passagem pela Renascença. "Foram dos melhores meses da minha vida"

Em 2012, a propósito dos 25 anos da RFM, em entrevista à locutora Ana Colaço, Jaime Fernandes conta como surgiu o nome que havia de ficar para a história da rádio.

"No dia da apresentação dos novos programas do Canal 1 e do FM da Renascença, faltava-me o nome para um programa. Ia para a rádio, a descer a rua da Misericórdia, e estava um dia muito bonito, eram 6h e tal da manhã, o rio ao fundo... Uma manhã fabulosa, não havia trânsito, não havia nada. E eu disse: está tudo tão tranquilo, tão pacífico... Nasce aí o "Oceano Pacífico". Fiquei particularmente contente porque tinha resolvido o problema da grelha."

Jaime Fernandes revela que passou "dos melhores meses" da sua vida na Renascença. "Foi muito forte a minha passagem pela Renascença e marcou-me muito, não só pelo relacionamento pessoal que tive, como pela oportunidade que tive de fazer uma coisa do nada, que foi formatar um canal de rádio, no caso, o FM da Rádio Renascença, depois mais tarde RFM - nome muito bem escolhido. Mas sobretudo porque trabalhei num sítio único."

Era ouvinte "assumido" da Renascença e ficou sempre com "uma saudade latente, uma saudade saudável" da rádio por onde passou entre 1984 e 1985, a convite do então presidente Fernando Magalhães Crespo. "E sobretudo da RFM", conta, cujo percurso e evolução "segura" elogiava.

Memórias que pode ver contadas no vídeo em cima e que fazem parte do filme que evoca os 25 anos de história da RFM.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Castro Dias
    28 out, 2016 Valongo 15:03
    Jaime Fernandes ficou-me gravado na memória pelo seu programa de rádio "Oceano Pacífico" e pela sua voz pausada que ajudava a "entrar" pela noite dentro. Nunca o conheci pessoalmente mas fica a memória de quem me acompanhou nas noites de insónia.
  • Mlo
    28 out, 2016 Lisboa 12:54
    Grande homem, grande profissional!
  • jose
    28 out, 2016 abrantes 09:32
    O melhor programa de rádio que ouvia com muito agrado, principalmente nas longas noites alentejanas trinta anos atrás. Uma voz ótima inconfundível, calma com músicas a condizer.
  • nuno
    27 out, 2016 lisboa 23:42
    Mas morreu como?! Que raio de jormalistmo é este!? Não era idoso... portanto morreu de quê? doença prolongada, doença subita, acidente, crime?
  • João Santos
    27 out, 2016 Do Mundo 20:31
    Os meus sentidos sentimentos à família e à renascença uma grande perda para todos nós.
  • Jorge
    27 out, 2016 Amadora 17:51
    Mais um marco da rádio portuguesa que partiu. Os meus pêsames a família.
  • 27 out, 2016 16:38
    Paz à sua alma e oa meus sentidos pêsames a sua família.
  • FM.
    27 out, 2016 gaia 16:20
    É COM TRISTEZA QUE VEJO PARTIR O SNR.RÁDIO,PORQUE RÁDIO ESCREVIA-SE COM DOIS :R.R.. APRESENTO OS MEUS SENTIDOS PÊSAMES HÁ FAMÍLIA E HÁ R.R.SNR.JAIME FERNANDES DESEJO QUE O SEU NOVO OCEANO,AO PARTIR PARA A ETERNIDADE,CONTINUE A SER PACIFICO.PAZ À SUA ALMA.A GRANDE VOZ CALOU-SE PARA SEMPRE....
  • Jorge
    27 out, 2016 Pereira 15:40
    Grande voz e um Grande Homem! Lembro-me do programa "Música na América", onde dava especial relevo à Música Country. Aprendi muito com a sua sabedoria mesmo nesta área, onde por vezes não há grande informação. Descanse em Paz!
  • Salomé Bastos
    27 out, 2016 Fafe 15:16
    Lamento imenso. parece que ainda estou a ouvir aquela voz suave, com musica espectacular para qualquer momento, até sempre