Tempo
|
A+ / A-

A mudança da hora faz bem ou mal à saúde?

20 out, 2016 - 19:50

Na madrugada de 29 para 30 de Outubro, os relógios vão atrasar uma hora. Especialista analisa impacto na saúde.

A+ / A-

A alteração dos ponteiros do relógio para a hora de Inverno traz "mais riscos que benefícios" devido à "súbita exigência de mudança" do "tempo interno" das pessoas, adverte o presidente da Associação Portuguesa de Cronobiologia e Medicina do Sono.

Na madrugada de 29 para 30 de Outubro, os relógios vão atrasar uma hora, dando início ao horário de Inverno, uma mudança que, segundo Miguel Meira Cruz, tem impactos negativos na saúde.

"Apesar do impacto ser claramente maior no recuo que exigimos ao tempo em meados de Março, qualquer das direcções em que se proceda uma mudança súbita num relógio de adaptação lenta como o que temos no cérebro, tem prejuízos significativos e potencialmente graves", adverte Miguel Meira Cruz num comunicado enviado à agência Lusa.

O especialista afirma que uma hora a mais de sono pode, em teoria, promover o bem-estar de quem se encontra privado desta necessidade, sendo o impacto deste benefício maior nas pessoas que se deitam mais tarde e tendencialmente se levantam mais tarde ou naqueles que atrasam a sua hora de deitar, como acontece com adolescentes.

Porém, na prática, verifica-se que "as atitudes não acompanham as intenções e este ganho tem provavelmente uma influência menor", sublinha.

Além disso, acrescenta, "os matutinos privados de sono, podem sofrer mais nos dias subsequentes à mudança para a hora de Inverno", dado que para "além da menor flexibilidade na resposta a mudanças, as condicionantes impostas pelo novo horário afectam o humor".

Meira da Cruz aponta alguns sintomas causados pela alteração da hora, como prevalência de alguns tipos de dores de cabeça, nomeadamente a cefaleia hípnica (surge durante o sono) e a cefaleia em salvas (dor muito forte só num lado da cabeça).

Segundo o especialista em medicina de sono, "estas condições são frequentemente desencadeadas por alterações nos ritmos circadiários estabelecidos naturalmente".

Uma vez que a "capacidade de alerta" da pessoa oscila com o "carácter circadiário" e com o aumento do tempo na escuridão, o risco de acidentes é também aumentado, alerta.

Para o especialista, a mudança da hora "é mais um exemplo do predomínio de interesses económico-financeiros, que vigora no mundo, em detrimento daqueles dirigidos à promoção da saúde".

"Efectivamente a alteração proposta originalmente por Benjamim Franklin, perspectivava a rentabilização de energia luminosa poupando gastos", mas "em rigor, não só não se confirmaram os ganhos teorizados, como se tem vindo a descobrir perdas importantes associadas à alteração brusca da hora", sustenta.

[notícia corrigida: hora muda na madrugada de 29 para 30 e não na madrugada de 28 para 29]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Margarida Ferreira
    10 jul, 2018 Viseu 15:41
    Sou contra mudança de hora pois não vejo algum benefício, aliás acho que esta mudança de hora altera o nosso organismo... Por favor não mudem a hora ...
  • Eduardo Rodrigues Dias
    26 mar, 2018 Moscavide 18:02
    A MUDANÇA DA HORA FAZ MAL À SAÚDE. Tanta publicidade para quê? Durante 100 anos que tal acontece. Aumenta o risco de AVC??? Santa ignorância... estou a lembrar-me dos profissionais de linha aérea (pilotos e tripulações de cabine)... então este milhares de profissionais têm morrido de AVC? A mudança de hora ocorre 2 vezes/ano ( 1 hora ou -1 hora). O corpo humano reage positivamente a tais mudanças. O "jet lag" é desde à muito tempo considerado um distúrbio do sono... mas transitório. Os mentores que a mudança de hora não deve acontecer (contrária às opiniões de milhares de cientistas) têm a mesma cabecinha oca que aqueles que defendem que não se devem dar vacinas aos filhos pelos efeitos secundários que causam. Santas ignorâncias... as aspirinas também têm efeitos secundários. Aos órgãos de informação: divulguem notícias que formem a população, não divulguem masturbações mentais de alguns, que sem fundamentos científicos, pretendem envenenar as sadias mentes humanas.
  • nycy lu
    28 out, 2017 Guimarães 23:20
    Estou contra esta mudança de hora. No inverno sem sol no norte do país passamos dias de penumbra ou de noite. Porque a Galiiza não tem a nossa hora.?
  • João Ferreira
    17 set, 2017 Lisboa 12:25
    Sou a favor de um refrendo gastam tanto dinheiro em coisas supérfluas assim ficava-se a saber a opinião dos Portugueses o meu voto seria não porque gosto de viver com o que a natureza me deu
  • Joana Oliveira
    30 out, 2016 Lisboa 00:17
    É uma regra da união europeia, o que é pena pois dificulta a realização de um referendo sobre este tema... A percepção que tenho é de que a maioria das pessoas não gosta desta alteração horária. Por mim era igual o ano todo.
  • margarida castro
    28 out, 2016 santo tirso 12:55
    Se todos concordam que mudar a hora é uma palermice sem tamanho, inclusive os especialistas, porque é que quem manda insiste em faze-lo?
  • Maria
    28 out, 2016 Lisboa 11:23
    Acho inútil! Uma idiotice!!!
  • José Leal
    28 out, 2016 Lousada 10:14
    ´Como está na moda fazer sondagens para tudo, porque não fazer uma sondagem para se saber qual a percentagem de portugueses a favor da mudança da hora. E que tal pensar em adotar a hora espanhola, assim muitos portugueses ainda poderiam tratar dos seus quintais e outros nas suas casas.
  • Jorge Silva
    25 out, 2016 Lisboa 18:29
    Detesto a hora de inverno. Para mim acho que é uma idiotice completa.
  • F.M
    24 out, 2016 gaia 17:06
    ESTE É O MEU SEGUNDO COMENTÁRIO .NO MEU ENTENDIMENTO A HORA NÃO DEVIA MUDAR.DIAS MAIS PEQUENOS NO INVERNO TORNAM AS PESSOAS DEPRESSIVAS E TRISTES PORQUE A PRÓPRIA NATUREZA TORNA-SE CINZENTONA..É TEMPO DE ACABAREM OS CAPRICHOS DE ALGUNS GOVERNANTES.HAJA UM DIFERENDO EM PORTUGAL.PORQUÊ SERMOS DIFERENTES NESTA MATERIA,DOS MAIS PAISES DA EUROPA'?CUMPRIMENTOS.