Tempo
|
A+ / A-

Marcelo e Felipe falaram de Guterres, mas Espanha não se compromete

19 set, 2016 - 21:39

Foi o primeiro encontro bilateral do Presidente na sede das Nações Unidas, onde fez uma intervenção num encontro sobre refugiados e migrantes.

A+ / A-

O Presidente da República e o rei espanhol falaram esta segunda-feira da candidatura de António Guterres a secretário-geral das Nações Unidas, mas não houve nenhum compromisso da parte de Espanha, disse à Lusa fonte diplomática portuguesa.

Marcelo Rebelo de Sousa e Felipe VI estiveram reunidos durante cerca de 20 minutos, na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, onde na terça-feira tem início a 71.ª sessão da Assembleia Geral desta organização.

Segundo a mesma fonte diplomática, neste encontro o chefe de Estado reiterou o seu convite ao rei de Espanha para uma visita de Estado a Portugal, que poderá acontecer em Novembro.

Este foi o primeiro encontro bilateral que o Presidente da República teve hoje na sede das Nações Unidas, onde durante a manhã fez uma intervenção num encontro de alto nível sobre refugiados e migrantes.

Mais tarde, reuniu-se com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e com o recém-empossado Presidente do Brasil, Michel Temer. O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, também participou nestas reuniões bilaterais.

A 9 de Março, o rei de Espanha, Felipe VI, esteve presente na posse de Marcelo Rebelo de Sousa como Presidente da República, que logo uma semena depois de assumir funções visitou Madrid.

Na altura, o Presidente da República anunciou que Felipe VI tinha aceitado o seu convite para uma visita oficial dos reis de Espanha a Portugal, prevista para final deste ano ou no início de 2017.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.