Tempo
|
A+ / A-

​Jaime Gama critica partidos que “passam certidões de óbito à Europa”

31 ago, 2016 - 00:32

Socialista foi à Universidade do PSD apelar a que se mantenha uma articulação entre os partidos que querem manter uma via europeia para o país.

A+ / A-

O socialista Jaime Gama foi à Universidade de Verão do PSD criticar os partidos que “passam certidões de óbito” à União Europeia, numa critica implícita a PCP e Bloco de Esquerda.

Convidado para o jantar conferência desta terça-feira à noite, em Castelo de Vide, o ex-presidente da Assembleia da República apelou a que se mantenha uma articulação entre os partidos que querem manter uma via europeia para o país.

Jaime Gama deu uma aula sobre os cenários do pós-Brexit e lançou uma farpa aos que em Portugal se mantêm cépticos sobre o destino a União Europeia.

“Eu estou certo e seguro que em Portugal se manterá e deverá manter por muitos anos a articulação fundamental entre todos aqueles que responsavelmente querem manter uma via europeia para o país, querem prosseguir uma afirmação na Europa, com ideias sobre a Europa e não com recriminações oportunisticamente fáceis sobre as dificuldades da Europa, que têm convicções sobre a Europa e que querem elevar o nosso país a protagonista de soluções para as dificuldades da Europa.”

Jaime Gama dirigiu um recado implícito de Gama ao Bloco de Esquerda e PCP e óbvias palavras de conforto ao PSD, PS e CDS.

“Eu espero que no meu país todos aqueles que, transversalmente no espectro político, põe acima da sua intervenção no quotidiano o interesse estratégico da Europa, reforçam a convicção europeia, não passam certidões de óbito à União Europeia, são aqueles que estão no bom caminho”, sublinhou.

Jaime Gama considera que não haverá políticas responsáveis em Portugal que não passem por compatibilizar políticas nacionais com as políticas da União Europeia.

Nesta intervenção na Universidade de Verão do PSD, Jaime Gama, que chegou a ser apontado como possível candidato a Presidente da República, garantiu que fechou a porta da política activa.

“A minha vida política está encerrada, foi encerrada em 2011. Aí estão as contas todas saldadas”, asseverou o histórico socialista.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • graciano
    01 set, 2016 alemanha 11:03
    o maior mal desse pais e isso mesmo sempre que alguem tem a coragem de dizer a verdade e logo acusado de salazarista e o ps nunca foi nem sera um partido socialista mas sim o partido xuxalista onde os intereses pessoais e partidarios se subrepoem aos intereses nacionais chamar covarde a uma pessoa por dizer a verdade ou aquilo que penssa tentar impedir que uma pessoa diga o que penssa isso e ditadura mas todo mundo sabe que para a dita esquerda sempre foi e sera assim quem fala a favor deles e santo quem fala contra eles e pecador
  • teixeira
    01 set, 2016 famalicao 09:47
    Dr. Jaime Gama, como sempre,os socialistas, que se diziam defender o socialismo, deixam cair a mascara, o sr.amostrou sua traição, quando foi há Madeira, apoiar o ALBERTO JOÃO JARDIM,quando um homem que sempre disse mal do partido que o sr representava, tudo isto vem demonstrar, que vocês sao uma camada, de covardes, e de aldrabões, e oportunistas, eu tenho vergonha de ter o sr. como um bom amigo, mas pelo que vejo o sr. nao presta. e um covarde.O sr. e lixo.E melhor ser bloco de esquerda, do que ser o que você defende.
  • Bonifácio pingoto
    31 ago, 2016 Venda da Porca 19:55
    GENTE SEM CARACTER. Um traidor, comeu com CRISTO à mesma mesa ! Ao longo da estória, de tudo tem aparecido. Após o 25 de Abril de 1974, a esquerda foi tomada por estes hipócritas, precisamente para a desestabilizar e assim se tem visto no PCP e no PS. Contudo é no PS que a traição mais se verificou e continua a verificar. Vamos ver o que vai dar este B-E-.
  • Rui
    31 ago, 2016 Lisboa 15:11
    Mas não crítica a Europa que tem andado a passar atestados de invalidez a países da união.
  • Miguel Botelho
    31 ago, 2016 Lisboa 09:35
    É triste ver alguém como Jaime Gama, ex-líder da bancada socialista na Assembleia da República, dar palestras na dita «Universidade do PSD». Esta mesma dita universidade é elitista e não aceita candidaturas de alunos pobres, sem meios.
  • manuel cunha
    31 ago, 2016 guarda 09:15
    Ainda há socialistas honestos.
  • maria
    31 ago, 2016 Lx 09:07
    Direita-Esquerda, os dois lados do PS
  • Pedro Pereira
    31 ago, 2016 Porto 08:54
    Felizmente ainda há políticos com bom senso ......como é possível ver próximo do poder partidos que defendem o comunismo coisa que 90 % do mundo não quer, e são esses que querem ver o europeis
  • JP
    31 ago, 2016 Lisboa 08:53
    O sr fechou a porta à política. Pudera atingiu os objetivos pessoais. Aliás este de socialista só a aparência o identifica como tal o resto é de direita pura. Mais um que o centrão serviu.