Tempo
|
A+ / A-

Não há “registo de qualquer português vítima do sismo” em Itália

24 ago, 2016 - 09:53

Terramoto abalou esta madrugada o centro de Itália, causando, pelo menos, 22 mortos. Accumoli, Amatrice, Posta e Arquata del Troto são as cidades mais atingidas.

A+ / A-
Sismo em Itália. Há dezenas de mortos e inúmeras pessoas debaixo dos escombros
Sismo em Itália. Há dezenas de mortos e inúmeras pessoas debaixo dos escombros

Veja também:


Não há registo vítimas portuguesas no sismo que assolou o centro de Itália nesta quarta-feira de manhã, afirma à Renascença o Ministério dos Negócios Estrangeiros.

“Neste momento, ainda não temos registo de qualquer português que tenha sido vítima deste sismo. Desde manhã cedo que estamos em diligências com os serviços consulares e diplomáticos em Roma, que por sua vez estão em contacto com as autoridades italianas para procurarmos apurar a existência de portugueses nesta região”, indica o secretário de Estado das Comunidades.

José Luís Carneiro lembra que, “além daqueles que se inscrevem nos serviços consulares, há outros que em turismo ou visitas temporárias se deslocam para Itália e outros países europeus”, pelo que é importante apurar todas as informações.

A imprensa local fala em 21 mortos, mas o número deverá subir, a avaliar pelas declarações dos autarcas das localidades mais afectadas, como Amatrice – uma cidade praticamente sob escombros.

O presidente da Câmara, Sergio Pirozzi, fala em várias vítimas mortais e, à cadeia de televisão RAI, indica que já foram retiradas várias pessoas debaixo dos destroços, mas não conseguiu precisar um número.

O Papa também já reagiu a esta tragédia, expressando solidariedade e carinho às vítimas e promovendo um momento de oração na Praça de São Pedro, no Vaticano.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Fernando
    24 ago, 2016 Lisboa 16:23
    Que estupidez se há ou não portugueses entre as vítimas. Continuam este jornalistas a dizerem sempre estes disparates. Mas há italianos, ingleses ? , russos ? chineses ? ... se houver e então, NÃO SÃO SERES HUMANOS, ou agora esta coisa dos terramotos SÃO NÚMEEEEEEEEEEEROOOOSSS ? Estamos a viver num mundo de atrasados mentais ou q ?
  • Nani
    24 ago, 2016 Lisboa 11:32
    Se não há vítimas portuguesas não há notícia.