|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Detido suspeito de atear incêndio no Funchal

08 ago, 2016 - 23:51

O homem, de 24 anos, "tem antecedentes criminais" por fogo posto, avança fonte da Polícia Judiciária.

A+ / A-

O alegado autor do incêndio que deflagrou nas serras de São Roque, concelho do Funchal, foi detido esta segunda-feira e aguarda o primeiro interrogatório judicial, revelou fonte da Polícia Judiciária.

A mesma fonte adiantou que "a pronta actuação da polícia permitiu chegar perto do local de ignição e, em conversa com os habitantes locais, foi fácil chegar ao suspeito".

O homem, de 24 anos, "tem antecedentes criminais" por fogo posto, disse a fonte da PJ, acrescentando que já "foi entregue no serviço prisional da Cancela, na Camacha, pelas forças de segurança".

O presidente do Governo Regional da Madeira já tinha afirmado existirem indícios de que o incêndio que deflagrou na freguesia de São Roque tinha sido "fogo posto" e que essa possibilidade estava a ser averiguada pela Polícia Judiciária.

O incêndio deflagrou hoje cerca das 15h30 na freguesia de São Roque, tendo duas habitações sido destruídas pelas chamas.

O fogo atingiu também um armazém de comércio de pneus, provocando a explosão de dois tanques de fuelóleo.

O pavilhão do Clube Desportivo de São Roque está a acolher as pessoas desalojadas ou afectadas pelo incêndio e é lá que estão a ser prestados os primeiros apoios.

O incêndio, que se alastrou à freguesia vizinha de Santo António, continuava esta segunda-feira à noite a ser combatido por 70 operacionais de sete corporações diferentes da ilha, apoiados por 17 viaturas.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • EU MESMO
    10 ago, 2016 PORTUGAL 12:14
    A Justiça deveria ser mais severa para esses animais, que provocam todas estas situações, com isso morrem pessoas e animais inocentes. Se fosse eu a mandar, essas " pessoas " mal formadas, seriam atiradas la para dentro do fogo, logo logo iriam ver como os incêndios de origem criminosa acabavam muito rapidamente. Obrigado
  • rosinda
    10 ago, 2016 palmela 01:51
    um tipo destes precisava de um donald trump em cima dele!
  • Mona Lisa
    09 ago, 2016 Lisbos 22:37
    Eu, se ficar desempregada, tenho obrigatoriamente de apresentar-me quinzenalmente, estas pessoas com antecedentes criminais do género e em época de "alerta vermelho" como os jornais gostam de popularizar, não têm qualquer obrigação. Sou só eu que penso que há aqui algo que precisa ser mudado?
  • Matem-no
    09 ago, 2016 Lousada 17:57
    Matem-No ou metam no a arder no minimo
  • graciano
    09 ago, 2016 alemanha 14:41
    pois mais um que foi apanhado mais um que sera libertado com direito a rendimento a minimo
  • DR XICO
    09 ago, 2016 LISBOA 12:14
    São sempre os mesmos todos os anos, ou são malucos,ou bêbados. PRISÃO EFECTIVA, MAS CUMPRIDA SEMPRE NOS MESES DE VERÃO - HAJA CORAGEM SRs JUIZES