Tempo
|
A+ / A-

Erdogan continua "limpeza" e afasta oito mil polícias

18 jul, 2016 - 09:00

Agentes são acusados de estar ligados à preparação e execução do golpe de Estado na Turquia.

A+ / A-

A Turquia afastou oito mil polícias de funções em todo o país, alegando que estes agentes estiveram ligados à preparação e execução da tentativa de golpe de estado da passada sexta-feira, e que terminou com 265 mortes.

A informação é dada por fonte oficial do governo à agência Reuters.

Esta é mais uma acção por parte do governo turco para desmantelar aquilo que chamam de “estado paralelo”, e que defendem que é liderado pelo religioso islâmico Fethullah Gulen, exilado nos Estados Unidos da América.

Nos últimos dias, o Presidente turco, Tayyip Erdogan, decretou a detenção de seis mil pessoas e defendeu a reintrodução da pena de morte no país que havia sido abolida em 2002.

Tayyip Erdogan afirmou este domingo que não pode atrasar a aplicação da pena capital para punir os revoltosos que na sexta-feira à noite tentaram realizar um golpe de estado no país.

Falando para uma multidão que se concentrou junto à casa do governante, Erdogan disse ainda que vai discutir com os partidos da oposição a re-introdução da pena de morte.

Já esta segunda-feira, o partido pró-curdo já reagiu e garantiu que não vai apoiar esta medida no Parlamento.

União Europeia avisa

Também esta segunda-feira, a chefe de política externa da União Europeia, a italiana Federica Mogherini, avisou o governo turco de que não deverá dar passos na resposta à tentativa de golpe de Estado que firam a ordem constitucional no país.

“Fomos os primeiros, durante a trágica noite a dizer que as instituições precisam de ser protegidas”, defendeu Mogherini. “Não há desculpas para levar o país noutra direcção”, rematou.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Madala
    18 jul, 2016 Évora 12:07
    Pena de morte, as mulheres que não têm filhos não prestam... é esta a mentalidade deste individuo que quer aderir à UE? Com isto vai fazer a limpeza de toda a oposição e impor o quer - um estado islâmico. Os americanos estão calados porque precisam das bases militares que lá têm para atacar o IE de também porque têm a pena de morte... mas a Europa também está calada. Hipócritas!.....
  • CAMINHANTE
    18 jul, 2016 LISBOA 11:56
    A passos rápidos, provavelmente planeados, para a ditadura e poder pessoal, para a Islamização do Estado ( contra o sonhado por Atartuk - Mustafa Kemal Atatürk -Salônica, 1881 — Istambul, 10 de novembro de 1938- foi um oficial do exército, estadista revolucionário e fundador da República da Turquia, assim como o seu primeiro presidente, que tinha como essencial a laicidade do Estado). E o Ocidente ( os Poderes instalados) bate palmas... será que os "inocentes" percebem agora que sempre foi um disparate querer a integração da Turquia na pretendida União Europeia ? E que as normais regras democráticas, a Oriente ( e não só...) são facilmente adulteradas e permitem o acesso ao Poder de tiranos sanguinários "teocráticos" , ou seja, fanáticos e intolerantes Islâmicos? Provavelmente a Democracia só funciona a Ocidente... (e mesmo assim... mas enfim, sempre funciona de forma a permitir um vasto campo de liberdades cívicas individuais).
  • 18 jul, 2016 10:37
    esta personagem se não orquestrou o golpe , veio-lhe mesmo a calhar !!!! era o que ele precisava para caminhar para o poder absoluto !!! já no passado a turquia causou muitos problemas á europa e não só !! parece que não aprendemos a lição e a história volta-se a repetir!! erdogan desafia os eua e ao mundo ocidental , pois está piscando o olho á russia , só que desta vez o tiro vai sair-lhe pela culatra. sem querer está se calhar na hora certa e no sitio certo , para o ocidente resolver de uma vez por todas o problema turco e redesenhar o mapa do medio oriente!!! só se pode chorar as vidas que se vão perder , nessa hecatombe que se aproxima para o povo turco... mas quem semeia ventos colhe tempestades !!!
  • Joao Incredulo
    18 jul, 2016 Lx 10:24
    Se Erdogan reinstalar a pena de morte, cá para mim está a cuspir para o ar.
  • José Saraiva
    18 jul, 2016 Viseu 10:06
    ERDOGAN É O ANTICRISTO !
  • Luis
    18 jul, 2016 Lisboa 09:55
    Algo me diz que a Europa caminha a passos largos para uma autêntica "tempestade perfeita". Erdogan sabe que por causa dos refugiados tem os grandes da Europa agarrados pelos tomates. Sabe também que nos grandes da Europa existem grandes comunidades de Turcos com grande espirito Nacionalista. Por isso sente-se seguro para aniquilar violentamente toda a oposição. Vamos ver como é que tudo isto vai acabar.
  • Jorge
    18 jul, 2016 Açores 09:44
    Deu "jeito" o "golpe"!

Destaques V+