|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Legionella: Adubos de Portugal e General Electric são arguidas

13 jul, 2016 - 13:04

O caso ocorreu há dois anos tendo feito 12 vítimas mortais.

A+ / A-

A General Electric (GE) foi constituída arguida no processo aberto na sequência do surto de legionela em Vila Franca de Xira, em Novembro de 2014, avança o Diário de Notícias.

A GE fazia a manutenção das torres de arrefecimento da Adubos de Portugal, que estiveram na origem do surto - a empresa também é arguida no mesmo caso.

Na altura, 12 pessoas morreram e 375 foram internadas devido à infecção por legionella.

Contactada pela Lusa, a Procuradoria-Geral da República (PGR) apenas disse que o inquérito se encontra "em investigação e envolve recolha e análise de prova que se tem vindo a revelar como muito complexa e exames periciais igualmente de grande complexidade, alguns deles complementares a outros já realizados mas essenciais para a descoberta da verdade".

A agência Lusa questionou a PGR sobre quantos arguidos tinha até ao momento este caso, mas não obteve resposta em tempo útil.

A Lusa contactou ainda o advogado da Adubos de Portugal, José Eduardo Martins, que apenas afirmou não ter declarações a fazer, tal como a assessoria de imprensa da empresa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Luis Fernandes
    13 jul, 2016 Lisboa 14:28
    E a Justiça Portuguesa levou dois anos para chegar até aqui....