Tempo
|
Três por Todos - Assista ao direto Três por Todos - Participe nos leilões
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
Tudo sobre o EURO 2020 Últimas Notícias
A+ / A-

Estado Islâmico declara guerra à televisão

01 jun, 2016 - 15:33

O grupo jihadista avisa que decorre uma campanha mediática contra os muçulmanos, visando “destruir as crenças e poluir a ética” de quem vive no território controlado pelo Estado Islâmico.

A+ / A-

Veja também:


O grupo terrorista Estado Islâmico publicou uma mensagem nas redes sociais a incentivar os muçulmanos que vivem nos seus territórios a destruir as suas televisões e aparelhos de satélite.

Na mensagem, publicada na rede social Telegram, o Estado Islâmico avisa que decorre uma campanha mediática contra o grupo.

“Os inimigos do islão lançaram uma campanha contra o Estado Islâmico que não é menos perigosa que a campanha militar”, avisa a mensagem.

O grupo refere especificamente programação religiosa da Arábia Saudita, mas mostra também os logos de canais como a Al-Jazeera, bem como de emissoras egípcias e ligadas à oposição síria. A programação destes canais ameaça “destruir as crenças e poluir a ética” dos muçulmanos, diz o grupo.

O vídeo termina com imagens de pessoas a partir os seus aparelhos na rua.

A mensagem surge numa altura em que o grupo está sob forte pressão militar, tanto na Síria como no Iraque, tendo perdido muito terreno nas últimas semanas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Tania Oliveira
    09 jun, 2016 franca 14:20
    Eu acho que até tem uma certa lógica o EI fazer isso! porque com a crença de que "pode poluir a ética" está a retirar aos muçulmanos uma fonte de informação do que se está a passar no território, afinal quem gostaria de saber que o seu "lado" está a perder? Só estou admirada de não pedir para fazer o mesmo aos telefones e computadores e afins :D enfim.... A ignorância protege os tolos não é?
  • hermes
    06 jun, 2016 porto 21:12
    Inflismente não é facil irradiar os parvalhões que vao surgindo no mundo
  • qualquer dia...
    01 jun, 2016 lisboa 21:03
    Qualquer dia vão começar a pressionar os nossos orgãos de comunicaçao social através dos governos lacaios dos muçulmanos impondo uma censura e ameaças veladas...ou declaradas mesmo...se for preciso.
  • islao
    01 jun, 2016 pinchauar 19:08
    ehehehehe, ó GURU podes incluir também este agora do LOVEONTUPEDO.
  • Islao
    01 jun, 2016 pinchauar 19:05
    vá de retro satanás...EI=$$$$$$$$$$atanás
  • Jose
    01 jun, 2016 Faro 18:59
    E então qual é o problema de destruir as televisões?... são todas velhas e com tanto raid aereo tb não funcionam sem electricidade.
  • GURU
    01 jun, 2016 lisboa 17:02
    E tem razão...a TV lá do sitio está a dar os programas da manha da bruxa Maia e os da Teresa Guilherme!

Destaques V+